A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/04/2014 12:13

Secretaria de Saúde confirma duas mortes causadas por dengue

Viviane Oliveira
Foto foi tirada na Avenida Ernesto Geisel. Campo Grande está em alerta com 1.536 casos. (Foto: Marcos Ermínio). Foto foi tirada na Avenida Ernesto Geisel. Campo Grande está em alerta com 1.536 casos. (Foto: Marcos Ermínio).

A Secretaria de Saúde confirmou duas mortes causadas por dengue no Estado. No total, de janeiro até agora já foram 3.530 casos suspeitos. Dos 79 municípios, cinco estão com alta incidência e 17 em alerta. Conforme boletim epidemiológico, só do dia 23 a 29 de março, foram 164 casos notificados.

A primeira vítima foi a gestante Eliane Gauna Baes, 24 anos, em Bonito. O caso aconteceu no começo de fevereiro, mas confirmado agora. A segunda morte foi de um idoso de 61 anos, no dia 7 de março, em Corumbá.

Conforme o órgão, as cidades de Bodoquena, Rio Negro Jateí, Antônio João e Corumbá estão com alta incidência da doença.

Com média incidência, estão os municípios de Ladário, Bandeirantes, São Gabriel do Oeste, Caracol, Água Clara, Campo Grande, Bonito, Alcinópolis, Novo Horizonte do Sul, Sete Quedas, Guia Lopes da Laguna, Sidrolândia, Figueirão, Vicentina, Chapadão do Sul, Miranda e Rio Verde de Mato Grosso.

Esses casos de dengue colocam o Estado em alerta. O Governo Federal aponta três níveis de incidência de dengue, sendo o nível baixo, até 100 casos por 100 mil habitantes, o médio, de 101 a 300 casos, e o alto índice, acima de 300.

Capital – Na semana passada a Prefeitura de Campo Grande lançou um mutirão com representantes de vários órgãos e instituições privadas para limpar a cidade e combater os focos da dengue.

De janeiro até hoje, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) contabiliza queda de 96% no número de notificações, mas a infestação do mosquito segue alta.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions