A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/11/2009 08:34

Secretário anuncia em MS aumento no repasse da merenda

Redação

O secretário nacional de Agricultura Familiar, Aroldo de Campos, visitou esta manhã a Feira de Orgânicos acompanhando o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB).

A visita do secretário é motivada pela implantação do programa nacional de alimentação escolar. Na ocasião, ele anunciou que no próximo ano o valor repassado pelo governo federal para os municípios através do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) vai aumentar 36%, de R$ 0,22, por aluno e por dia letivo, a R$ 0,30.

Ele lembrou que o atual governo já quase dobrou este valor, que no início da gestão era de R$ 0,13. Durante a visita, o secretário destacou que a partir de 2010 começa a vigorar a determinação de incluir pelo menos 30% de produtos da agricultura familiar no cardápio dos alunos das escolas públicas. Além disso, no mínimo duas vezes por semana a merenda terá que ter frutas, legumes e verduras.

A intenção é melhorar a qualidade da merenda, evitar obesidade e consequentemente reduzir gastos com saúde. O secretário admite que os municípios têm dificuldades para implementar a determinação por questão de organização, uma vez que o armazenamento de produtos frescos demanda mais estrutura.

O projeto é trabalhado desde 2002 e o secretário garante que o custo não vai aumentar porque apesar da logística para transporte e armazenamento ser mais complexa o custo de produção na agricultura familiar é menor. Apesar disso, o desafio é aumentar a oferta para que o preço caia.

O vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico, Edil Albuquerque, lembrou que a prefeitura tem intenção de implantar uma central de processamento de alimentos, para entregar às escolas da rede municipal e também da rede estadual alimentos já descascados e picados, facilitando o preparo da merenda. O projeto, porém, deve evoluir aos poucos acompanhando a produção da agricultura familiar.

Aroldo de Campos sinalizou que o governo federal está disposto a dar apoio financeiro à implantação da central.

O secretário enfatizou o aumento do mercado de orgânicos e citou que apenas o grupo Pão de Açúcar registrou crescimento de 40% nos últimos dois anos. "No Brasil a venda de orgânicos cresce cerca de 20% ao ano", afirmou, ressaltando que é um dos poucos mercados com crescimento de venda na casa de dois dígitos. Quanto à certificação, explicou que o acompanhamento é sistemático e que para receber o selo é preciso que a produção reúna todas as condições necessárias quanto ao sistema de produção, solo e água.

Em Campo Grande desde o fim de setembro a Praça do Rádio Clube sedia todas as quartas-feiras de manhã a Feira de Orgânicos, através da qual o consumidor pode comprar diretamente do produtor, sem atravessador e por preços mais acessíveis que nos supermercados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions