A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

09/07/2013 17:07

Sejusp diz que pendências impedem utilização de aeronaves apreendidas

Nadyenka Castro
Juiz federal Odilon de Oliveira. (Foto: Cleber Gellio)Juiz federal Odilon de Oliveira. (Foto: Cleber Gellio)

Após denúncia do juiz federal Odilon de Oliveira sobre a não utilização de 13 aeronaves que foram cedidas ao governo de Mato Grosso do Sul, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) justifica seis casos.

De acordo com ofício encaminhado nesta terça-feira pela Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo ao secretário de Segurança, Wantuir Jacini, cada aeronave está parada devido a situações específicas.

O helicóptero do traficante Juan Abadia, que foi “hóspede” do presídio federal, está em posse do Estado desde 2007 e, conforme o governo, “está aguardando doação em definitivo para poder cumprir boletim de motor, expedido pela fabricante Rools Royce, o qual o tornou indisponível, devido ao alto custo, em torno de 1/3 da aeronave”.

O outro helicóptero citado pelo juiz federal Odilon de Oliveira, titular da Vara Especializada em Lavagem de Dinheiro é o PT-GMS, de fabricação francesa e custo de R$ 6.640.000,00 que nunca voou. De acordo com a Sejusp, foi feito um recall no rotor de cauda, pela fabricante, e agora é aguardado o pagamento do seguro, que já está em fase de conclusão.

No caso do PT-SEM Gulfstream GII, “já foi solicitado à Justiça de SP a autorização para venda, sendo ratificado o pedido recentemente”.

A aeronave PT JDF – Cessna Skyline teve a cessão revogada pela Justiça Federal em março do ano passado, e agora pertence ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça Federal), mas está no hangar da oficina Hora.

O avião PT KPFG Baron 56, está em investigação pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção a Acidentes Aeronáuticos), desde abril de 2012, devido acidente.

Já a PR –FPG Baron 58 está “aguardando compra por parte do Samu Estadual dos equipamentos aeromédicos”, devido a convênio com o Corpo de Bombeiros.

Conforme a denúncia do magistrado federal, as aeronaves que não estão sendo utilizadas foram apreendidas com traficantes. Para ele, os veículos poderiam ser usados no monitoramento da fronteira.



Resumindo, não estão utilizando nenhuma. Tudo apodrecendo.
 
Marco Antonio em 10/07/2013 07:57:56
Parabéns Dr. Odilon, pelo exemplar trabalho na caça a esses traficantes, e consequentemente apreensão de seus bens. Pena que um outro lado é tão moroso em disponibilizar esses bens para beneficio da própria sociedade.
 
haroldo silveira em 09/07/2013 22:53:55
Não é pendencia que impede a utilização das aeronaves não, e sim a incompetência do Secretario de Segurança e seus assessores. Pois quando se tem boa vontade tudo se resolve, pois é isso que falta, boa vontade por parte dos gestores públicos.
 
gustavo em 09/07/2013 19:58:38
Falta vontade política para a liberação!...Para a copa do mundo liberaram imediatamente tudo que não podiam e até mais um pouco e ainda vão gastar mais!...É uma vergonha.
 
Paulenir de Barros em 09/07/2013 18:30:08
Todos os criminosos deveriam ter seus bens apreendidos para sanar custos causados pelo mesmo! Não adianta nada o cara ter pena de 10 anos, cumpre 1,7 anos, saia da cadeia como se nada tivesse acontecido e o povo ter de arcar com os custos de seus atos infracionais! Não basta sermos alvos dos criminoso e agora temos de bancar sua prisão? Onde existe justiça nessas ações do judiciáio? Justo somente com os criminosos e a população que se vire!
 
Alexandre de Souza em 09/07/2013 17:37:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions