A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/01/2015 10:21

Sem incluir adicionais, salário de procurador sobe para R$ 30,4 mil

Aline dos Santos

O MPE (Ministério Público do Estado) publicou hoje o reajuste para procuradores de Justiça. O subsídio mensal passou de R$ 26.589 para R$ 30.471,11. O subsídio não inclui os adicionais, que podem chegar a R$ 27 mil, conforme o portal da transparência do órgão.

No entanto, a remuneração final é bem superior, pois além do salário, que com os descontos chega a R$ 18 mil, a folha de novembro de 2014 mostra que um procurador recebeu quase R$ 8 mil em indenizações e mais R$ 19 mil enquadrados em “outras remunerações retroativas/temporárias”. O quadro é composto por 32 procuradores.

O aumento para R$ 30,4 mil leva em consideração o reajuste do salário de ministro no STF (Supremo Tribunal Federal), que corresponde ao teto do funcionalismo público. O subsídio no Supremo foi aumentado para R$ 33.763, conforme lei publicada em 13 de janeiro.

Além dos procuradores, os promotores de Justiça também terão direito ao reajuste de 14,6%. No Estado, são 179 cargos ocupados, que vão receber de R$ 23.512,65 a R$ 28.947,55, sem considerar as gratificações e adicionais. 

O procurador tem direito à remuneração de 90,25% do salário de ministro do STF. O aumento no topo tem efeito cascata e já resultou em reajuste para os desembargadores do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que também vão receber R$ 30,471,11.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions