A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/03/2010 13:39

Servidor do HR aceita proposta com reajuste de até 20%

Redação

Sem alternativas, com chance remota de mudar o projeto e proibidos pela Justiça de fazer greve, os servidores da saúde aceitaram a proposta de reajuste salarial do governador André Puccinelli (PMDB). Os 4 mil funcionários concordaram com o percentual de 5%. Com outras alterações, o salário do servidor de nível fundamental terá aumento de 20%.

A primeira categoria a aceita foi a do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian. Em assembléia geral hoje à tarde, eles aprovaram a proposta de incorporar o abono de R$ 150 e a correção do vencimento de 5%.

Na prática, o servidor perceberá acréscimo de 7,7% nos vencimentos. O piso da saúde oscilará de R$ 1.023,44 (R$ 873,44 mais o abono de R$ 150) para R$ 1.102,50, considerando-se a inclusão do abono.

Houve outras mudanças. O servidor com nível fundamental passará a receber R$ 617,40, aumento 20% em relação ao valor atual de R$ 511,72. No caso do nível médio, o acréscimo será de 14,9%, de R$ 614,06 para R$ 705,60, conforme informações do presidente do Sintss (Sindicato dos Trabalhadores na Seguridade Social), Júlio César das Neves.

Contudo, a categoria fará nova assembleia geral caso consiga derrubar a liminar da Justiça estadual que proíbe greve na saúde. Segundo Neves, os servidores estão insatisfeitos, mas aceitaram a proposta. "Não tem mais como mudar o projeto, que está na Assembléia", lamentou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions