A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

03/07/2009 16:31

Sesau descarta contratar leitos privados para suprir UTI

Redação

O secretário municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, descartou, em reunião no MPE (Ministério Público Estadual), contratar leitos de hospitais particulares para suprir o déficit de leitos em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Ele justificou que a medida exigirá aporte de recursos e prejudicaria outras ações para sanar o problema na rede pública na Capital.

Na reunião, Mandetta explicou que o déficit de leitos em UTI é desde 2005. "Tem dois hospitais em Campo Grande que precisam de investimento, a Santa Casa e o Hospital Regional. Se o Ministério Público se movimentar via judicial, vai pegar o recurso que seria usado e jogará o custeio dos leitos que serão comprados", destacou.

Para a promotora de Justiça da Cidadania, Sara Francisco Silva, essa decisão não leva em conta os pacientes que estão na fila aguardando por uma vaga, podendo vir a morrer. Ela contou que a situação vem desde 2005 com o agravamento em 2008. "Tudo já foi tentado para se resolver o problema. Em julho de 2008, chegou-se no mesmo ponto que agora", disse

Sara Francisco ressalta que o Ministério Público possui os nomes dos pacientes que estão internados nas UTIs e daqueles que estão aguardando vagas em leitos de UTIs e que risco de morte, caso não sejam colocados em leitos adequados. A Promotora analisa o caso para ver se entra com uma ação civil Pública em caráter emergencial para que o problema seja solucionado.

Golpista se passava por proprietário de locadora para enganar vítimas
Um funcionário e ao menos quatro pessoas que comprariam ou alugariam um carro foram vítimas de um falso dono de uma locadora de carros em Campo Grand...
Após quatro meses de formação, Corpo de Bombeiros recebe 62 novos cabos
O Corpo de Bombeiros ganhou nesta sexta-feira (20) 62 novos cabos, formandos no curso que iniciou no dia 26 de junho e que receberam a nova patente e...
No 3º concurso da semana, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 11,5 milhões
A Mega-Sena poderá pagar R$ 11,5 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.980 e ganhar o prêmio principal da loteria, que será sorteada n...
Ministra diz que portaria sobre trabalho escravo destrói Lei Áurea
  A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, afirmou que a portaria do Ministério do Trabalho que altera a conceituação de trabalho escravo e...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions