A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

21/09/2010 08:00

Sindicato aceita proposta em Iguatemi e greve termina

Redação

Os servidores municipais de Iguatemi, a 466 quilômetros de Campo Grande, voltaram ao trabalho ontem, após greve de 50 dias. Na sexta feira, a prefeitura apresentou proposta de reajuste salarial de 5,21% e pôs fim as paralisações.

A proposta da prefeitura prevê um reajuste de 5,21%, que é a revisão do índice do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), apurado em maio de 2010.

Para o cumprimento da proposta, a administração firmou ainda, dentro do acordo, baixar medidas de redução de despesas com a folha por seis meses. Também será criada uma comissão que irá acompanhar a situação financeira da administração.

A audiência de conciliação aconteceu na sexta feira, conduzida pelo juiz Eduardo Lacerda Trevisan. A advogada Mayra Guedes de Oliveira, assessora jurídica da prefeitura, apresentou um balanço da atual condição financeira, mostrando com detalhes às dificuldades que a administração vem passando, devido, principalmente, a redução do repasse do FMP (Fundo de Participação do Município) e da queda de arrecadação de impostos.

Em seguida, Mayra apresentou a proposta da prefeitura, que estipula o reajuste de 5,21%, determina cortes no gasto com a folha e fixa as datas de apuração do índice do IPCA para os próximos anos.

O Sindimig (Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Iguatemi) aceitou a proposta e os servidores voltaram aos postos de trabalho.

A mobilização por reajuste salarial foi deflagrada no dia 12 de junho, em busca de 14% de aumento para os funcionários públicos municipais.

No período, a Prefeitura de Iguatemi apresentou aos servidores municipais um relatório sobre a atual situação jurídica e financeira com os motivos que a impossibilitavam de realizar o reajuste salarial, pretendido pelos servidores.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions