A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/08/2010 11:39

SinMed repudia projeto que põe lista de médicos em posto

Redação

O projeto da Câmara Municipal determinado que a lista com os nomes e horários de trabalho dos profissionais de saúde seja afixada nos postos 24 horas provocou repúdio da classe médica de Campo Grande.

De acordo com o presidente do SinMed/MS (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), Marco Antônio Leite, a proposta foi aprovada na última terça-feira. "O projeto era para colocar as listas em todas as unidades de saúde, depois, uma emenda restringiu aos postos 24 horas", explica.

O projeto de Lei 6594/09 é de autoria dos vereadores Clemêncio Ribeiro (PMDB), Airton Saraiva (DEM) e Vanderlei Cabeludo (PMDB).

Marco Leite defende que a medida não vai diminuir as filas, não trará nenhuma melhoria nas condições de atendimento nos postos de saúde, além do grande potencial de acirrar as desavenças entre profissionais e pacientes.

Neste ano, a lotação nos postos já ocasionou violência contra médicos da rede municipal. Ele denuncia que a falta de médicos é que compromete o atendimento.

O presidente do SinMed exemplifica com situação das UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino e Vila Almeida. Segundo ele, não há condições de atendimento se o local não contar, no mínimo, com cinco clínicos gerais.

Contudo, as unidades funcionam com até três médicos. "Isso é um absurdo, porque vai represar os atendimentos", salienta. Segundo o sindicato, nas UPAs, um clínico geral atende somente urgências e emergências e os outros profissionais ficam responsáveis pelas demais consultas.

De acordo com Marco Leite, a proposta também terá dificuldade na execução. "Os nomes vão ficar expostos em um painel. E se o médico precisar trocar o plantão com um colega?", questiona.

O projeto ainda será analisado em segunda votação. "Queríamos era o apoio dos vereadores para um plano de cargos e carreiras, isso sim poderia ajudar a melhorar a situação da saúde".

O Campo Grande News tentou entrar em contato com os vereadores Airton Saraiva e Vanderlei Cabeludo.

Conforme o projeto, a lista é para "que cada cidadão possa fiscalizar e cobrar um atendimento de qualidade e o cumprimento dos horários".

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions