A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

06/07/2010 11:14

Sistema biométrico não encarecerá documento, diz governo

Redação

Com a implantação do sistema 100% digitalizado para identificação, as pesquisas para emissão de 2ª via de identidade, que hoje chegam a levar 60 dias no interior, devem demorar apenas 15 dias, segundo o coordenador do Instituto de Identificação do Estado, perito papiloscopista Celso José de Souza. O governo garante que as mudanças na coleta e armazenamento de dados civis não terão reflexo no valor cobrado para a confecção das cédulas de identidade.

A expectativa é de que em até quatro meses o sistema já esteja funcionando no Estado. O coordenador explica que a análise para emissão do documento é minuciosa para verificar possíveis fraudes. "O sistema vai trazer eficiência ao serviço realizado pelo perito papiloscopista, garante efetividade, celeridade e mais segurança nas informações", observa Celso.

Ele calcula que o Estado tenha hoje dois milhões de dados por serem digitalizados. O Diário Oficial desta terça-feira traz contrato firmado com a empresa American Banknote Ltda, de R$ 13,3 milhões, para implantar um novo sistema, com biometria.

Os peritos papiloscopistas serão capacitados para trabalharem com o novo software que também deve integrar o banco de dados criminais. "E posteriormente este sistema terá interoperalidade com o banco de dados da Polícia Federal", salienta o perito.

Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 38 milhões na quarta
Ninguém acertou as seis dezenas da sorte na noite deste sábado (19) e o prêmio da Mega-Sena acumulou em R$ 38 milhões. O próximo sorteio está previst...
OMS lista as 10 principais ameaças para a saúde em 2019
Surtos de doenças preveníveis por vacinação, altas taxas de obesidade infantil e sedentarismo, além de impactos à saúde causados pela poluição, pelas...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions