A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/07/2010 11:14

Sistema biométrico não encarecerá documento, diz governo

Redação

Com a implantação do sistema 100% digitalizado para identificação, as pesquisas para emissão de 2ª via de identidade, que hoje chegam a levar 60 dias no interior, devem demorar apenas 15 dias, segundo o coordenador do Instituto de Identificação do Estado, perito papiloscopista Celso José de Souza. O governo garante que as mudanças na coleta e armazenamento de dados civis não terão reflexo no valor cobrado para a confecção das cédulas de identidade.

A expectativa é de que em até quatro meses o sistema já esteja funcionando no Estado. O coordenador explica que a análise para emissão do documento é minuciosa para verificar possíveis fraudes. "O sistema vai trazer eficiência ao serviço realizado pelo perito papiloscopista, garante efetividade, celeridade e mais segurança nas informações", observa Celso.

Ele calcula que o Estado tenha hoje dois milhões de dados por serem digitalizados. O Diário Oficial desta terça-feira traz contrato firmado com a empresa American Banknote Ltda, de R$ 13,3 milhões, para implantar um novo sistema, com biometria.

Os peritos papiloscopistas serão capacitados para trabalharem com o novo software que também deve integrar o banco de dados criminais. "E posteriormente este sistema terá interoperalidade com o banco de dados da Polícia Federal", salienta o perito.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions