A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/12/2009 15:09

Só avô comenta tragédia da morte de menina a tiro

Redação

Apenas o avô materno da menina Angélica Vieira Freitas, de oito anos, que morreu ontem após um tiro acidental disparado pela prima, de nove anos,conseguiu falar sobre a tragédia, durante velório realizado no Memorial Park nesta tarde. O enterro está previsto para as 16h30.

O avô, Leonardo Fleitaz, de 55 anos, está abalado assim como o restante da família. Parentes da mãe da criança estão mais reservados, na capela e sentados na varanda do local, mas nenhum deles comentou a fatalidade.

Leonardo não se conforma com a tragédia e lamenta o fato de o pai da criança, Cristian Osmar Vasques Fleitas, de 28 anos, que morava em Campo Grande, mas há dois meses está preso em Dourados, a 230 quilômetros da Capital, não poder vir ao velório da filha. "Ele está desesperado", revela o avô.

Ele reclama das circunstâncias da morte da neta, e diz que o tio da menina, dono da pistola .40 que a feriu qual ela foi atingida, deveria ter sido mais cuidadoso. "Não pode deixar ao alcance de criança arma nem coisa perigosa", pontua.

Familiares contam que a mãe de Angélica passou mal e desmaiou no início desta tarde, e teve que ficar em repouso em uma sala separada na capela. Não foi permitida a entrada da imprensa no local onde a família está reunida.

Por este motivo, não foi possível saber se o tio da criança, o policial militar Luiz Octávio Bitencourt, de 29 anos, compareceu ao velório. Também não há informações sobre a presença da prima de nove anos, que acidentalmente efetuou o disparo.

Tragédia - O acidente que resultou na morte da menina de oito anos ocorreu na tarde de ontem, na casa da avó das duas crianças, no Portal Caiobá, em Campo Grande.

Uma prima de Angélica, de nove anos, pegou a arma do policial militar que estaria trancada no porta-luvas do carro. Durante a 'brincadeira', ela atingiu a prima, que chegou a ser socorrida mas morreu na Santa Casa.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, junto com inquérito instaurado pela Polícia Civil corre processo administrativo contra o policial, tio das garotas, para apurar se houve negligência em sua conduta em relação à arma.

Governo altera datas de teste físico de concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions