A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/04/2010 17:36

SSP promove delegados, entre eles acusada de tortura

Redação

A Secretaria de Segurança Pública promoveu nesta quarta-feira quatro delegados de Polícia Civil, por antiguidade e merecimento.

Entre eles, está a delegada Roseli Molina, alvo de processos por tortura e que chegou a ser afastada de uma investigação sobre fraude envolvendo casas populares, após ser apontada por um dos envolvidos como uma das beneficiadas pelo esquema.

A delegada tem dois processos por tortura, que teriam ocorrido durante ações policiais. Em um deles, chegou a ser condenada, em 2002, a 3 anos e 6 meses de reclusão, mas o caso ainda está em fase de recurso. O outro processo, de 2007, está em fase de audiências de instrução.

Com relação à investigação da Agehab (Agência Estadual de Habitação), não foi provado irregularidade envolvendo a delegada, lotada na Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações).

A delegada também já foi agraciada com medalha de honra ao mérito. Segundo o decreto de hoje, ela foi promovida de terceira para segunda classe, por merecimento.

Além dela, foram promovidos os delegados José Luiz Sotolani e Rozeli Dolor Galego Rodrigues de Barros, por merecimento, e os delegados André Matsushita e Roberval Maurício Cardoso Rodrigues, por merecimento. Eles foram elevados à primeira classe.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions