ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Suspeito de atirar em policial ainda não foi localizado

Por Redação | 17/08/2009 08:21

Danilo dos Santos Rosa, 27 anos, um dos suspeitos de atirar no capitão da PM (Polícia Militar) Anderson Luís Alves Avelar, 38 anos, na quita-feira (13), em Campo Grande, ainda não foi localizado. A Polícia continua a procura dele.

De acordo com a Polícia Civil, após trocar tiros com o oficial da PM, na Vila Sobrinho, Danilo fugiu na motocicleta Falcon que conduzia.

O amigo de Danilo, Daniel Viana, que era passageiro da moto e também suspeito de atirar no capitão da PM, foi morto quando estava escondido em cima de uma árvore. Após a troca de tiros, Polícia encontrou duas pistolas usadas pelos suspeitos.

Danilo abandonou a Falcon em uma borracharia perto da casa dele, no Santo Antônio. Na motocicleta havia manchas de sangue.

Após deixar a moto na borracharia, Danilo foi para a casa dele, onde trocou de roupa e fez curativo no ferimento na perna esquerda.

Conforme a Polícia Civil, as roupas que Danilo usava foram encontradas molhadas, o que indica que foram lavadas pouco antes dos policiais entrarem na casa dele. No tênis esquerdo que ele calçava havia sangue.

De acordo com o delegado da 7ª Delegacia, Natanael Balduíno, que investiga o caso, Danilo não procurou atendimento médico na rede pública e ainda nem ele nem familiares fizeram contato sobre uma possível apresentação.

Na casa de Daniel, a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) encontrou três tabletes pequenos de maconha.

O oficial do 1º Batalhão foi ferido no pé. Um tiro também atingiu o relógio de pulso dele e outro as costas do colete balístico, já que o capitão estava a serviço.