A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/02/2009 09:17

Suspeitos de roubos de malote eram foragidos da Colônia

Redação

Os três suspeitos do roubo de R$ 115 mil no início de janeiro, em Campo Grande, são foragidos da Colônia Penal Agrícola. Um deles, Rodrigo Vasconcelos Vieira, 25 anos, foi preso nessa terça-feira no centro da Capital e confessou o crime e o envolvimento dos outros dois comparsas.

De acordo com a Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Roubos e Furtos), Rodrigo, Fabiano Douglas Camargo Correa, o "Fabiano Magrinho", e Manuel Antônio Barranzuela Caramantin, o "Manôlo", cumpriam pena por tráfico de drogas, sendo que este último, fugiu da unidade em 25 de janeiro do ano passado.

Os três começaram a ser monitorados após a Polícia ter encontrado o Uno utilizado por eles no assalto, queimado em Jaraguari. Os policiais então descobriram que com o dinheiro do crime eles compraram um Fox de cor branca de placa HSJ-3074 e eletrodomésticos.

Com as informações sobre o veículo, os policiais chegaram até Rodrigo e Fabiano no fim da manhã de ontem, na Rua Dom Aquino. De acordo com a Polícia, quando Rodrigo descia do veículo, foi abordado. Já Fabiano, que estava com a filha de um mês no colo, a deixou com uma senhora e conseguiu fugir.

A mãe da filha dele contou ontem outra versão ao Campo Grande News . Ela disse que ambos estavam no interior do cartório, sendo que ela em uma sala, quando a Polícia chegou. Fabiano viu a movimentação, deixou a filha com uma funcionária e fugiu.

No Fox os policiais apreenderam duas pistolas e na casa que o trio alugava para deixar as armas, dois coletes, sem caracterização; uma submetralhadora com dois carregadores; um silenciador; muitas munições e diversos recortes de jornais com matérias sobre o roubo praticado por eles e sobre movimentação policial referente ao caso.

A casa ficava no bairro São Jorge da Lagoa. Eles também alugavam uma residência no Maria Aparecida Pedrossian, onde moravam.

Eles estavam no cartório porque Fabiano iria comprar um terreno e colocar no nome da filha de um mês. Os R$ 19 mil que seriam utilizados na compra foram apreendidos.

O roubo - O roubo aconteceu no fim da tarde do dia 5 de janeiro. Os bandidos se passaram por policiais, abordaram os funcionários de uma empresa que vende produtos para supermercados e os fizeram ir até a saída para Rochedo, onde foram assaltados e abandonados. Foram levados R$ 85 mil em espécie e R$ 30 mil em cheques.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions