A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/07/2010 09:01

TJ julga denúncia contra legista que ignorou homicídio

Redação

A Seção Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul julga amanhã se recebe ou arquiva denúncia contra o prefeito de Bodoquena, Jun Iti Hada, por ter ignorado evidências de homicídio ao emitir um laudo, na condição de médico legista, em março de 2008.

Conforme consta nos autos, ele examinou o corpo de uma pessoa e atestou morte natural, embora houvessem perfurações no corpo e nas roupas da vítima, conforme mostrou exumação.

O Ministério Público Estadual moveu ação com base no artigo 342 do Código Penal, que trata de fazer afirmação falsa, negar, calar a verdade como testemunha, perito, contador etc., em processo judicial ou administrativo, inquérito policial ou em juízo arbitral.

O exame necroscópico foi no dia 16 de março. No dia 26 de março do mesmo ano Jun Iti atestou em exame de corpo de delito que uma pessoa havia sofrido agressão física e, no mesmo dia, laudo emitido por outra médica-legista concluiu pela inexistência de lesão corporal traumática recente.

A defesa do prefeito ratifica a veracidade dos laudos e nega falsidade. O julgamento será a partir das 8 horas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions