A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/09/2008 10:26

Trânsito matou 13 crianças no ano em Mato Grosso do Sul

Redação

O trânsito foi responsável pela morte de 13 crianças somente neste ano em Mato Grosso do Sul e por 37 atropelamentos de crianças em Campo Grande, segundo estatísticas do Detran (Departamento Estadual de Trânsito). O número é preocupante, segundo o presidente do departamento, Carlos Henrique Santos Pereira, e foi divulgado durante o lançamento da semana do trânsito, na Assembléia Legislativa, que tem como tema A Criança no Trânsito.

Foram 83 mil infrações de trânsito, a maioria por excesso de velocidade detectada por lombadas eletrônicas, uso de celular e embriaguez ao volante. Mas a embriaguez ao volante é a responsável pelo maior número de mortes e lesões graves.

Para frear esses casos, o Detran tem feito uma série de ações e irá treinar voluntários para ordenar o trânsito nas escolas, adiantou Santos Pereira. A intenção é de ter 10 voluntários em cada escola participante; 300 deles somente em Campo Grande. Eles estarão identificados com camiseta, boné e apito.

Desde 2007 o Detran tem investido na própria modernização. São R$ 2,2 milhões em infra-estrutura. São dois guinchos, duas vans, 20 motocicletas, outros 12 veículos, 40 pistolas calibre .40, 40 pistolas calibre .38, além de coletes balísticos e 24 etilômetros (os chamados bafômetros), que se juntarão aos oito que hoje estão à disposição no Estado.

Dos novos bafômetros, quatro serão doados por uma empresa privada. Hoje, a única cidade que fica com bafômetros é Campo Grande, que tem três. A intenção é deixar bafômetros em Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Corumbá, Naviraí, Corumbá, Paranaíba e Coxim. Somente a Capital ficará com oito.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions