A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/12/2008 15:32

Transportadora de defensivo multada em R$ 35 mil

Redação

A Ouro Verde, responsável pelo transporte dos defensivos agrícolas derramados no acidente desta quinta-feira, na BR-163, saída para Cuiabá, em Campo Grande, foi multada pela PMA (Polícia Militar Ambiental) em R$ 35 mil.

A multa foi aplicada conforme previsto no decreto que trata da punição por poluição ambiental. A transportadora, e não a empresa proprietária, como havia sido noticiado anteriormente, é a responsável pela poluição.

De acordo com a PMA, será investigado se a Ouro Verde tem nota fiscal do produto e tinha licença para fazer o transporte.

Também será verificado se o motorista, que morreu no local, tinha conhecimento das medidas que devem ser adotadas em casos de acidente.

Já a PRF (Polícia Rodoviária Federal) irá verificar se o motorista tinha o certificado do curso MOPE (Movimentação de Cargas Perigosas).

Um representante da Ouro Verde, que foi acionada através do 0800 do produto, está no local do acidente, porém não disse de onde a carga havia saído nem o destino.

Na colisão com a carreta carregada de fugicidas, que ainda estão espalhados na rodovia, estão envolvidos um Celta, um Santana e outra carreta, que transportava milho.

A informação é de que sete pessoas morreram, no entanto, ainda não está confirmada porque os corpos não foram retirados das ferragens, devido a quantidade de fugicida derramado.

Já foi confirmada a morte de Ildo Miola, motorista do Celta, que teria causado o acidente ao tentar uma ultrapassagem, de acordo com informações da testemunha, e de Jairzinho Trevizan, que estava na carreta com defensivos agrícolas.

Diego Maurício Miola, 10 anos, que também estava no Celta, está internado na Santa Casa e passa bem. Gilmar Forquezato e Adilson Tochetto estavam no Santana e ficaram levemente feridos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions