A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/12/2011 18:56

UEMS comemora 20 anos na expectativa de mais apoio do Estado

Edmir Conceição*
UEMS foi criada oficialmente pela lei Nº 1.460, publicada no dia 20 de dezembro de 1993.UEMS foi criada oficialmente pela lei Nº 1.460, publicada no dia 20 de dezembro de 1993.

Em 20 de dezembro, no mesmo dia em que a cidade de Dourados completa 76 anos, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) entra na maioridade, completando 18 anos. Neste período, a UEMS viu seu número de alunos aumentar 880%, passando de 830 matriculados, em 1994, para 8.550, incluindo graduação e pós-graduação, em 2011.

Uma das principais responsáveis pela interiorização da educação superior no Estado, a UEMS foi criada oficialmente pela lei Nº 1.460, publicada no dia 20 de dezembro de 1993. “A missão era, principalmente, qualificar a educação básica do Estado, através da oferta de cursos de licenciatura. Dessa forma, além de atender aos que desejavam iniciar uma formação profissional, a UEMS também qualificava aqueles professores que já atuavam em sala de aula, mas nunca tinham passado por uma Universidade”, explica Ana Tereza Vendramini Reis, servidora na Universidade desde maio de 1994.

E os dados apresentados pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) atestam o sucesso dessa empreitada. Em cidades como Amambai, onde a Universidade possui um campus, a nota média personalizada dos alunos da rede estadual de ensino passou de 4,81 em 2005 para 6,36 em 2009, ficando na frente de grandes centros urbanos como Brasília (5,88), Curitiba (5,66) e Porto Alegre (5,27).

“Quando a Universidade chegou ao interior de MS, o cenário da educação era bastante comprometido, mas pouco a pouco os profissionais foram se qualificando e hoje a diferença na qualidade e profissionalismo do ensino é muito grande”, diz a gerente da unidade universitária de Amambai, Viviane Scalon Fachin.

Além do expressivo aumento em seu número de alunos matriculados, outros indicativos mostram o trabalho desempenhado pela Universidade. O quantitativo de vagas oferecidas no primeiro processo seletivo, 830, praticamente triplicou, indo para 2.370, no ensino presencial, em 2011. As vagas são reflexos do aumento também no número de cursos que subiu de 18 para 53, um crescimento de aproximadamente 190%.

Planos e perspectivas - Entrando na maioridade, a UEMS vive um momento de boas perspectivas de desenvolvimento para os próximos anos. Com a nova reitoria que assumiu a direção da Universidade em setembro, liderada pelo reitor Fábio Edir e vice-reitora Eleuza Ferreira Lima, a UEMS tem conquistado avanços que permite o planejamento institucional nos próximos quatro anos, pelo menos.

Apoiada por seus representantes políticos, a Universidade Estadual foi recentemente incluída no Plano Plurianual do Orçamento da União, sendo contemplada com a possibilidade de investimentos na ordem de R$ 200 milhões, a serem empregados no desenvolvimento estrutural da Universidade. Além disso, o Governo Estadual também assinalou parceria com os projetos universitários e confirmou um aumento de R$ 500 mil no repasse mensal, totalizando R$ 6 milhões a mais por ano.

De acordo com o reitor Fábio Edir, parlamentares federais já garantiram para 2012 um investimento de 3,5 milhões em emendas. Os deputados estaduais também afirmaram o apoio à Universidade assinalando uma emenda coletiva a ser investida em todas as unidades, também para o próximo ano.

“Nesta data tão especial não podemos deixar de lembrar de todos os que se empenharam para fazer da UEMS a grande Universidade que ela se tornou. Nas gestões dos reitores Jair Madureira, Leocádia Petry Leme, Sandra Freire, Ademir Antunes, Luís Antônio Gonçalves e Gilberto Arruda, a UEMS construiu uma linda história que tem sido reconhecida pela comunidade acadêmica”, afirma a vice-reitora Eleuza Ferreira Lima, que atua na Universidade desde a sua implantação.

O reitor Fábio Edir destaca que “nenhum bom trabalho é realizado sozinho, por isso a postura da UEMS é a de buscar parcerias, que começam entre os servidores e se estendem para as relações externas da Universidade, com o governo, com os políticos, com as instituições parceiras e, principalmente, com a comunidade sul-mato-grossense”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions