ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

União dá mais um passo para privatizar BR-163 e vencerá o menor pedágio

Aline dos Santos | 18/10/2013 09:54
Mapa mostra trecho a ser privatizado no Estado.
Mapa mostra trecho a ser privatizado no Estado.

Com o leilão previsto para 17 de dezembro, o processo de privatização da BR-163 em Mato Grosso deu um novo passo. O repasse dos 847,2 quilômetros para a iniciativa privada foi aprovada pelo Conselho Nacional de Desestatização.

Conforme resolução publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União, vencerá a licitação quem ofertar o menor valor de Tarifa Básica de Pedágio.

Segundo o documento, a privatização é para garantir investimentos no trecho rodoviário mediante a prática de tarifas módicas para os usuários. O repasse à iniciativa privada será por 30 anos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. O leilão será na Bolsa de Valores de São Paulo.

Caso o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) tenha contratos em vigor manutenção, recuperação ou ampliação do trecho rodoviário federal objeto da concessão, caberá ao órgão, até a data de celebração do contrato, dar a solução mais adequada.

Um dos pontos que pode afetar o interesse pela rodovia sul-mato-grossense é a mudança na rota do escoamento da safra. A expectativa é que parte da produção, hoje escoada por São Paulo e Paraná, siga para os portos do Pará. O edital de abertura de concorrência deve ser publicado na próxima semana.

A duplicação da BR-163, que corta o Estado de Norte a Sul, deverá atingir 209,7 quilômetros em cinco anos. A partir do sexto ano da concessão, o grupo vencedor do leilão deverá iniciar a implantação da terceira faixa no trecho duplicado.

Nos siga no Google Notícias