A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/02/2011 18:48

Vacina teste contra a dengue deve ser aplicada em estudantes da Capital

Paula Vitorino

Pesquisa está sendo desenvolvida em outras quatro capitais do país. Se aprovada, vacina será aplicada no próximo semestre

Campo Grande deve ser uma das cinco capitais do país a participar do teste de vacina contra dengue desenvolvida pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur. A vacinação deve ser feita em 1.500 alunos da rede municipal de ensino da Capital, que tenham entre 9 e 16 anos.

De acordo com a SESAU (Secretaria Municipal de Saúde), a pesquisa ainda depende da aprovação do Comitê Nacional de Ética e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para aplicação da vacina nos adolescentes.

Se aprovada, a vacinação dos alunos deve começar a ser feita no final do segundo semestre de 2011.

Mas a secretaria de saúde adianta que após a aplicação nos alunos, outras etapas da pesquisa ainda devem acontecer antes que a vacina esteja disponível para toda a população.

“Não é uma vacina pra dengue agora, é uma coisa para os próximos anos. Como toda pesquisa, isso ainda vai demorar para chegar a toda a população”, esclarece o secretário da SESAU, Leandro Mazina.

Ele também afirma que a participação dos estudantes no teste da vacina ainda dependerá de alguns “acertos”, mas que a secretaria está dando todo apoio a pesquisa e tem interesse de que a Capital participe do projeto.

“Ainda vai ser firmado um contrato e aí vamos analisar as condições e ver se interessa ou não participar. Mas a principio estamos apoiando a pesquisa. Campo Grande tem sofrido epidemias de dengue frequentemente e se a vacina puder contribuir conosco será algo bom”, explica.

Em meados de março haverá uma reunião na Colômbia, onde os próximos passos da pesquisa devem ser definidos, conforme informou a diretora de Vigilância e Saúde da Sesau, Márcia Dal Fabbro.

Vacina – A vacina será eficaz contra os 4 tipos de dengue registrados no Brasil, segundo informações da diretora da Sesau. A escolha da idade de 9 à 16 anos para os testes tem o objetivo de proteger essa parte da população.

“Os indivíduos dessa idade provavelmente ainda não tiveram dengue de vários tipos e por isso estão mais suscetíveis ao contágio de outros tipos da doença. Com a vacina, eles estarão protegidos de qualquer tipo da dengue”, explica.

Os pré-requisitos que serão exigidos aos alunos que receberão a vacina ainda não foram definidos. Mas a diretora da Sesau adianta que crianças e adolescentes que tenham alguma doença crônica ou estejam doentes no período de vacinação não poderão receber as duas doses teste.

Os alunos que já tenham tido qualquer tipo da dengue poderão receber normalmente a vacina.

A aplicação da vacina também só poderá ser feita após consentimento dos pais ou responsáveis.

Pesquisa – Além de Campo Grande, outras quatro capitais do país devem receber as 1.500 doses da vacina: Fortaleza (CE), Natal (RN), Goiânia (GO) e Vitória (ES).

A pesquisa está sendo desenvolvida em parceria com as universidades federais dos cinco estados.

Pesquisadores do México e da Colômbia também participam do projeto.

Os pré-requisitos para a escolha da população que receberá as duas doses de teste serão os mesmo para todos os locais que participam da pesquisa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions