A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/05/2009 13:35

Vai a júri dia 29 envolvido em morte de empresário

Redação

Vai a júri popular no próximo dia 29 (sexta-feira), João Batista Domingos, acusado de envolvimento na morte do empresário Alci Pedro Arantes, irmão do prefeito de Rochedo.

O julgamento de "João Quentura", como o réu é conhecido, está marcado para começar ás 8h. O júri dele havia sido marcado primeiramente para o último dia 6, mas foi adiado porque o advogado dele estava em Brasília, tentando decisão judicial para liberta-lo.

"João Quentura" é o segundo dos seis réus a ir a julgamento. O primeiro, Carlos Vieira Gonsalez, 31 anos, foi condenado a nove anos de prisão.

Carlos emprestou a motocicleta usada pelo executor, em troca de dinheiro. Ele sabia que o veículo seria utilizado em um homicídio. Além disso, após o crime, esperava pelos comparsas próximo ao local.

"João Quentura" é apontado como o intermediador entre os mandantes e os executores. Ele teria contratado, a pedido dos mandantes, Carlos Ximenes Paiva, 27 anos, autor dos disparos, André Lima Silva, 22 anos, quem pilotou a moto Strada que tinha Paiva como passageiro,

A ex-mulher de Alci, Cyntia Carvalho Martins, e o advogado dela na época, Gilson Gomes da Costa, são apontados como os mandantes.

Cynthia e Alci estavam em litígio. Ele teria descoberto que um dos filhos que supostamente seria dele, não é.

Alci foi morto em frente à casa de Cynthia, pela manhã, quando buscava os filhos para levar ao colégio. O crime aconteceu em outubro de 2006.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions