A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/03/2009 10:57

Vander cobra explicações sobre gravação feita pela PRF

Redação

O deputado federal Vander Loubet (PT) esteve nesta manhã reunido com o superintendente da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Valter Favaro, para cobrar explicações sobre a divulgação do depoimento de Ademar Mariano, preso no sábado em Terenos.

As imagens, repassadas pela PRF à 3 emissoras de TV locais, mostram o golpista acusando Vander de tramar um complô contra o senador Delcídio Amaral (PT). As declarações foram amplamente divulgadas pelos telejornais, que atribuíram a gravação à PRF.

"Vou levar isso até as últimas consequências, minha imagem foi atingida sem nenhuma prova, por mentiras", reclamou Vander com tom indignado. "Também vou pedir retração ao senador Delcídio, que em entrevista não me acusou, mas também não descartou meu envolvimento", diz.

O deputado também quer esclarecer acusações feitas por Ademar contra o policial rodoviário federal Wolney Almeida, apontado como o responsável pela gravação. Em depoimento à Corregedoria da Polícia Civil, Ademar disse que foi induzido a acusar pessoas, com a promessa de que seria liberado depois. Ele garantiu que as imagens foram feitas pela PRF e divulgadas sem autorização.

Ademar alegou que no dia da prisão foi pressionado por Almeida, junto com o relações públicas da corporação, a gravar um depoimento em vídeo e acusar publicamente a delegada Rosely Molina, até então responsável pela investigação de estelionato contra interessados em furar a fila na Agehab.

Ademar conta que Wolney teria dito várias vezes que não tinha interesse em peixe pequeno e que "preferia peixe grande". Para justificar as primeiras acusações feitas em vídeo contra a delegada, Ademar diz que foi Wolney quem "mandou ele contar" que Molina foi até a casa de seus pais em Aquidauna, junto com outros dois policiais, para cobrar propina de R$ 60 mil.

Ao fim da gravação, o PRF teria dado "pulos de alegria" dizendo "Peguei o secretário de Segurança". Ademar conclui dizendo que nunca autorizou que as imagens fossem divulgadas e que só aceitou gravar o depoimento por acreditar que depois seria liberado.

Justificativas - O superintendente Favaro pediu para que a conversa com Vander fosse reservada, de portas fechadas. Antes, no entanto, informou que Wolney entraria de férias amanhã, mas que isso foi suspenso e que pretende esclarecer os fatos.

A PRF sempre alegou que as imagens foram feitas pela TV Morena, que no momento da captação, por volta das 23h30 de sábado, estaria "por coincidência" na rodovia para uma reportagem sobre embriaguez ao volante.

As imagens divulgadas parecem amadoras, ao fundo de Ademar aparecem símbolos da PRF espalhados como cenário. Também é possível ouvir a voz de Almeida fazendo perguntas. Nenhuma voz de repórter é percebida, e Ademar também garantiu que não havia jornalista no local.

A emissora deve comentar o assunto no período da tarde. As demais empresas que divulgaram as declarações garantem que a captação não foi feita pela concorrente, caso contrário poderiam ser alvos de processo e altas multas pelo uso indevido.

Em outros episódios, imagens também captadas pela PRF, assim como escutas, foram divulgadas com exclusividade à TV Morena, como no caso sobre esquema de CNHs falsificadas.

Inversão - O policial rodoviário federal acusado por Ademar nega qualquer tentativa de manipular o depoimento. "Ele disse tudo de novo na frente do delegado e assinou lá que não tinha passado por qualquer constrangimento", garante Almeida.

"Só o que falta é eu ser punido e esse bandido ficar solto. Eu sou o mocinho nessa história", garante.

Ele disse que antes da gravação tentou localizar algum promotor de Justiça ou delegado. "Liguei para Campo Grande, mas ninguém quis pegar a bronca. Só consegui falar com o delegado de Sidrolândia que aceitou pegar o depoimento", relata.

Sobre o vídeo, Almeida também conta a mesma versão da PRF.

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions