A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/07/2010 21:18

Vereador de Murtinho é acusado de atirar contra garoto

Redação

O vereador Edicarlos Oliveira Lourenço (PR), de Porto Murtinho, é acusado por um adolescente de 16 anos de ter atirado contra ele, nesta tarde, numa em frente à Marinha do Brasil. O republicano nega o fato.

Segundo informações de testemunhas que entraram em contato com o Campo Grande News, Edicarlos tem um programa de rádio na FM Alto Paraguai, localizada na cidade paraguaia Carmelo Peralta, que faz fronteira com Murtinho. Neste programa o vereador teria, por diversas vezes, xingado e criticado uma mulher que trabalha na prefeitura local.

O adolescente de 16 anos, filho da funcionária da prefeitura, estava indo tirar satisfação a respeito das declarações que Edicarlos estaria dizendo de sua mãe, quando se deparou com ele na rua. Neste momento o republicano teria sacado de um revólver e desferido um tiro em direção ao menor, que não foi ferido.

Uma pessoa que testemunhou a tentativa de homicídio prestou depoimento à Delegacia de Polícia Civil do município, confirmando a versão do adolescente. O vereador também foi ouvido no local, sendo liberado em seguida, até porque a arma não foi encontrada.

Ao Campo Grande News, Edicarlos contou que um grupo político local está tentando armar ciladas para ele. Ele desmente a acusação de que estaria falando mal da funcionária da prefeitura e frisou que não possui arma e sequer atirou contra o adolescente de 16 anos.

Matéria - Reportagem publicada em junho de 2007 pelo jornal Tribuna Popular, de Jardim, destacava que Edicarlos teria sido acusado de tentar beijar a força uma adolescente de 16 anos, chegando ao ponto de segura-la pelo pescoço. A jovem conseguiu fugir ao entrar na casa dos pais.

O caso aconteceu no dia 14 de janeiro, sendo que no mesmo dia ele teria ido a um bar e discutido com o um casal. No homem, Edicarlos teria jogado um copo que atingiu seu rosto e na mulher ele desferiu um golpe de capacete. Em seguida ele pegou uma arma e desferiu vários tiros no local, mas estes não atingiram ninguém, conforme a matéria.

Também foi informado à reportagem que o vereador, que está no seu primeiro mandato, teria sido preso há algum tempo em Campo Grande, por envolvimento em tráfico de drogas. Edicarlos desmente as acusações.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions