A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Junho de 2018

17/04/2009 07:31

Vereador e mais 7 presos com cocaína e armas

Redação

Um vereador de Ponta Porã e mais sete pessoas foram presas nessa quinta-feira em Aral Moreira, cidade que fica a 376 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai.

O vereador Joanir Subtil Viana (PMDB), 42 anos, e as outras sete pessoas foram flagrados pela PF (Polícia Federal) com 93 quilos de cocaína, armas, dinheiro, combustível e rádio transmissor.

O flagrante aconteceu na fazenda do vereador, pouco depois das 12 horas, após o pouso de um avião de pequeno porte na pista clandestina que há na propriedade rural.

O avião pousou, deixou uma mercadoria e em seguida levantou vôo novamente. Quando a aeronave deixou a fazenda, os policiais abordaram a quadrilha.

Para tentar fugir do flagrante, um dos traficantes chegou a esconder a droga e um veículo em um matagal, mas o entorpecente foi encontrado após buscas.

De acordo com a PF, a cocaína saiu provavelmente de Cáceres, Mato Grosso, de avião, e de Mato Grosso do Sul seria distribuída por terra para os grandes centros.

Os traficantes - Além do vereador, foram presos os brasileiros: Malaquias Pereira da Silva, 26 anos, Randolfo Balbueno Ifran, 46 anos, Dirceu de Souza Sarate, 44 anos, e Danilo Gimenez Lopez, 22 anos.

Também foram presos os paraguaios Modesto Lopez Merelez, 37 anos, Rosalino Ramon Palácios, 51 anos e Danilo Gimenez Lopez, 22 anos.

Além dos 93 quilos de cocaína, foram apreendidos ainda: uma pistola 9mm, três revólveres calibre 38, um revólver calibre 22, uma pistola calibre 22, uma espingarda calibre 22, dois tambores com combustível, um rádio transmissor; R$ 5.151, US$ 198 e 1.000 Guarani.

Prejuízo -Segundo a PF, na fronteira o quilo da cocaína é comprado a U$ 2,5 mil. Já quando chega ao destino final, é vendido a de U$ 4 mil e U$ 6 mil.

Conforme a PF, se for levado em consideração as misturas feitas pelos traficantes, que aumenta o volume da droga, o valor final do quilo chega até a U$ 24 mil.

De acordo com cálculos da PF, o prejuízo estimado a quadrilha desmantelada ontem é de R$ 3.593.520,00 (três milhões, quinhentos e noventa e três mil, quinhentos e vinte reais).

A ação foi resultado do trabalho de investigação da PF, que ontem contou com o apoio da FAB (Força Aérea Brasileira) e Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai.

Os paraguaios Os três paraguaios presos responderão ao crime de entorpecentes e também a Inquérito de Expulsão. No caso de condenação à prisão, cumprirão pena no Brasil, podendo ser expulsos. Se a decisão no processo for a expulsão, os paraguaios presos não poderão voltar ao Brasil.

Apostadores de quatro estados são os mais novos milionários do país
Apostadores de quatro estados acertaram os seis números da sorte da Mega-Sena e são os mais novos milionários do Brasil. Os sortudos são de Salvador ...
MPE realiza processo seletivo para estagiários em 37 cidades neste domingo
O MPE (Ministério Público Estadual) aplica neste domingo (24) as provas do processo seletivo para estagiário em 37 cidades do Estado. As avaliações c...
Uems recebe inscrição para teste de proficiência em três idiomas até quarta
Segue até a próxima quarta-feira (dia 27) o período de inscrição para o exame de proficiência de leitura em inglês, francês e espanhol. O interessado...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions