ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Campanha arrecadará ração para animais afetados por incêndio em favela

Além de ração, serão arrecadados bebedouros, comedouros e coleiras para cães e gatos da comunidade do Mandela

Por Mylena Fraiha | 17/11/2023 11:45
Fachada da Ubea, na Rua Rui Barbosa, o ponto de coleta de arrecadações (Foto: Divulgação)
Fachada da Ubea, na Rua Rui Barbosa, o ponto de coleta de arrecadações (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subea (Subsecretaria do Bem-Estar Animal), está promovendo uma campanha de arrecadação de materiais para cães e gatos impactados pelo incêndio que ocorreu na manhã de ontem (16) na favela do Mandela.

Apelidada de "Corrente Solidária de Pets", a iniciativa visa angariar ração, bebedouros, comedouros e coleiras, que serão posteriormente distribuídos aos tutores dos animais de estimação residentes na favela do Mandela.

Os interessados em contribuir podem entregar os itens na Ubea (Unidade de Bem-Estar Animal), localizada na Rua Rui Barbosa, 3538, na região central de Campo Grande. O horário de funcionamento administrativo é das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30.

Mais informações pelo telefone 67 2020-1397 ou pelo e-mail atendimento.subea@segov.campogrande.gov.ms.br.

Incêndio - Na manhã de ontem (16), por volta das 11h, um incêndio atingiu a comunidade do Mandela, em Campo Grande, localizada na saída para Cuiabá. Em meio ao pânico, vizinhos se mobilizaram em uma corrente humana para tentar controlar as chamas e apagá-las com o auxílio de baldes.

Chamas queimaram casas improvisadas na favela do Mandela (Foto: Paulo Francis)
Chamas queimaram casas improvisadas na favela do Mandela (Foto: Paulo Francis)

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para evitar que o fogo se alastrasse para os barracos restantes na localidade. Utilizando um caminhão com 5 mil litros de água e um caminhão-pipa com capacidade para até 20 mil litros, os bombeiros trabalharam arduamente para conter o incêndio.

Até o momento, a causa do incêndio não foi identificada, e não há informações precisas sobre o número de casas atingidas. Segundo a moradora Ana Lia Aparecida Dias de Souza, a comunidade abriga aproximadamente 187 barracos e 186 famílias. A situação permanece em acompanhamento pelas autoridades competentes.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias