ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  01    CAMPO GRANDE 21º

Boa Imagem

Imagem positiva na entrevista de emprego

O que você não diz também está sendo avaliado

Por Larissa Almeida (*) | 07/06/2022 09:30

Se durante a nossa rotina de trabalho somos observados o tempo todo, tanto por colegas, quanto por clientes quanto por chefia, em uma entrevista de emprego essa análise é redobrada. Portanto, caso você esteja em busca de um emprego, alguns cuidados – além, é claro, do conhecimento técnico para atuar na área - são importantíssimos.

Além dos requisitos solicitados para o cargo, é fundamental que a sua imagem profissional, que engloba sua aparência, seu comportamento e sua comunicação, esteja alinhada ao posto que você deseja ocupar. Albert Mehrabian, pioneiro em pesquisas sobre linguagem corporal, destacou em pesquisa divulgada pela Universidade da Califórnia, que a primeira impressão que uma pessoa sobre a outra se baseia 55% em sua aparência e ações (gestos, expressões faciais, postura), 38% em seu tom de voz (velocidade, ritmo, volume e entonação) e 7% na propriedade intelectual, ou seja, no que de fato é falado. Neste sentido, durante uma entrevista de emprego, o que não é falado é tão importante quanto sua demonstração de conhecimento.

No cenário atual, de muita concorrência para as melhores vagas, cada detalhe importa para que o entrevistador tenha uma boa impressão e queira te contratar. Por isso, se está em busca de uma nova colocação no mercado, anote algumas dicas importantes:

Cuide da sua imagem nas redes sociais

Evite postar conteúdos com críticas sobre política, religião ou temas polêmicos. Posts racistas ou preconceituosos com certeza farão você perder a vaga. E o que você curte e compartilha também conta. Se eu curtir um post de alguém maltratando um animal, eu estarei concordando com aquele comportamento. E acredite, os recrutadores certamente analisarão suas redes sociais. Evite também falar mal de outras pessoas nas redes sociais, ou entrar em discussões online, ou compartilhar momentos muito íntimos, ou sem camisa, com roupas muito decotadas, trajes de banho, fazendo caretas ou em muitas baladas. Pense que suas redes sociais funcionam como uma vitrine virtual que conta muito sobre você.

Estude sobre a empresa e sobre seu entrevistador

Antes de chegar para a entrevista, pesquise na internet a missão e os valores da empresa, as áreas de atuação, notícias publicadas na imprensa ou sobre o mercado no qual a instituição está inserida. Assim, você estará mais confiante e preparado para responder as mais diversas perguntas e o recrutador certamente irá notar a sua confiança e interesse pelo trabalho.

Cuidado com a roupa que vai escolher

É importante pesquisar como as pessoas que trabalham na empresa onde você busca a vaga se vestem na empresa. Verifique fotos nas redes sociais e certifique-se de se vestir de acordo com o ambiente e o cargo que você pretende ocupar. Imagine um aluno que busca um estágio de Direito ir vestido na entrevista de calça jeans rasgada? Ou um chef ir para uma entrevista em um restaurante de terno e gravata? Não faz muito sentido, não é?

Dica: a maioria dos ambientes profissionais aceitam uma vestimenta mais casual. Opte por camisa azul marinho ou branca (transmitem confiança e segurança), calça jeans escura e sem lavagens e um sapato limpo e bem cuidado.

Capriche na postura

Se estiver muito nervoso, faça posição de poder antes da entrevista (CLIQUE AQUI para acessar o texto onde falo sobre isso) e jamais se sente encurvado, de cabeça baixa, de braços cruzados, apertando as mãos ou tocando partes do seu corpo. Isso demonstra insegurança e desconforto durante a entrevista e pode fazer você perder pontos na hora da contratação. Se você se interessou pelo tema de linguagem corporal, leia mais sobre isso CLICANDO AQUI.

Evite erros de português, gírias ou palavrões

Tente conversar em uma linguagem mais formal, sem utilizar gírias, abreviações e, principalmente, sem erros de português. O mesmo vale para mensagens de trabalho nos aplicativos de mensagem.  Um erro de português grave pode te fazer perder oportunidades no mercado.

Olhe nos olhos e sorria

Parece clichê, mas não é. Sorrir na hora de cumprimentar as pessoas, ter aperto de mão firme (não aquele que quebra ossos ou com a mão mole), e manter contato visual durante a conversa cria conexão e empatia. Olhar em outras direções durante a entrevista vai transmitir desconfiança e desconforto. E vamos concordar que sorrir nos momentos certos deixa a conversa mais agradável e passa uma mensagem de simpatia.

Jamais minta

Melhor falar que não sabe algo, mas que é esforçado e comprometido a aprender, do que mentir. E não vale nem mentiras consideradas inofensivas, como falar que gosta de algo que não gosta, por exemplo, porque quem “mente pequeno” costuma mentir grande também. Uma vez que a desconfiança é instaurada e a confiança na pessoa é perdida, é muito difícil reverter.

(*) Larissa Almeida é formada em Comunicação Social pela UFMS e pós-graduada em Influência Digital pela PUC-RS. Trabalhou durante 14 anos na área de comunicação e imagem em importantes instituições como Caixa Econômica Federal, Prefeitura de Campo Grande, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Senado Federal, além de ter coordenado a comunicação da Sanesul. Consultora de imagem formada pelo RML Academy e Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Especialista em Dress Code e comportamento profissional por Cláudia Matarazzo e RMJ Treinamento e Desenvolvimento Empresarial.

Nos siga no Google Notícias