A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 26 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


15/06/2015 10:53

Adequações marcam ausência de criatividade

Reinaldo Rosa

NOVA TVE - O ‘Caipira nato’ tem em seu conteúdo a música de raiz, culinária pantaneira, histórias e causos da cultura caipira. Para o jornalista Bosco Martins, “nova grade da TVE tem o objetivo de consolidar a identidade regional de Mato Grosso do Sul”. É realizado por meio de Parceria Público Privada entre a TVE e Mega Filme.

AOS POUCOS – Os jornalísticos da TV Morena passaram a ter nova cara com a chegada do diretor Orlando Loureiro. Sem pautas fixas, repórteres buscam a valorização dos informativos com um olho na câmara e outro em futuros resultados.

LINHA DE PRODUÇÃO – Chama a atenção de telespectadores o troca troca de matérias entre os telejornais da emissora. Com as novas mexidas, paulatinamente, o fato tende a registrar queda, segundo informações enviadas à coluna.

NO MAIS – Continua a sessão ‘A Praça é Nossa’ nos mais variados pretensos programas jornalísticos de repetidoras regionais de TV. A busca de audiência –e possível aumento de receita- segue tática de nivelamento por baixo nas respectivas produções.

RÁDIO – Entrevistas –na escrita, falada e televisada- só têm valor para seus protagonistas. Educados entrevistadores não criam saias justas a convidados a deitar falação. Quem tem rabo preso não dá chances a ‘jornalistas inoportunos’. Bate papo em ter a presidente Dilma Rousseff e Jô Soares é exemplo da inocuidade desse tipo de pauta.

PATRULHA – Tragicômico são comentários de anti petistas ao desempenho de Jô frente à presidente e respeitando a liturgia do cargo da entrevistada. Não mais que de repente o apresentador passou a ser considerado o porta voz do poder e outras bobagens por experts do comportamento de entrevistadores.

PADRÃO DE QUALIDADE - A Rede TV! iniciou trabalho visando mudanças e ganho de qualidade. O ‘Teste de Fidelidade’, do João Kleber, foi a primeira vítima. Nova oportunidade será dada ao apresentador através de revista eletrônica com shows de calouros de todos os tipos e de apelo emocional. Nada do que já não está no ar.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...
Sem novas ideias, rádio de MS definha
SINTONIA GROSSA – Tratado como penduricalho de informações oficiais, o rádio de Mato Grosso do Sul definha por não renovar estratégias comerciais de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions