ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 16º

De olho na TV

Delcídio coloca MS no topo do noticiário nacional

Por Reinaldo Rosa | 22/02/2016 10:51

PROPOSTA INDECENTE – A maioria sabe porque Delcídio do Amaral foi preso. E porque foi solto também. “Vocês ficam na sua, eu fico na minha, e a vida segue” é tema da fala do senador que emissoras de rádio e redes de televisão anunciam para esta semana. FHC agradece desvio de foco de jornalistas de plantão.

NÃO É FÁCIL – Rádios Jovem Pan e Bandeirantes – agora Band –, de São Paulo, fizeram do rádio jornalismo a alavancagem de suas audiência e sobrevida na comunicação. Na televisão aconteceu o mesmo crescimento de informes. Média de quatro informativos diários obriga editores a se virar nos trinta.

VALE A PENA VER DE NOVO – Os pequenos intervalos entre um e outro noticiário televisivo provocam as constantes repetições de reportagens. Se não há como evitar o ‘fenômeno’, a chamada ‘matéria stand by’ poderia amenizar a situação.

MESMICE – ‘Meu Mato Grosso do Sul’, na TV Morena, segue a trilha de sabadinho sertanejo na emissora. ‘Esqueleto’ criado após as saída de Márcio de Camillo, ao que parece, está longe de sofrer qualquer alteração para atingir índices iniciais da atração.

ENQUANTO ISSO – Transmissão simultânea do Jornal da Record local e o ‘MS TV2ª’, na TV Morena, resultou no crescimento da atividade de controles remotos. Ellen Genaro, responsável pelo informativo da RedeMS, não tem do que reclamar em relação a audiência.

RIDES AGAIN - Jornalista Cristina Iacovo, ex-Secom, retorna em grande estilo. Com informações e opiniões mostra o intrincado mundo político atual. A profissional também ‘navega’ com tranquilidade o campo da publicidade sul-mato-grossense. Bem-vinda.

DETALHES PEQUENOS – Sem poder evitar o assunto ‘Mirian-FHC’, na matéria de Mônica Bergamo na Folha de São Paulo, Willian Bonner abordou naquilo que foi possível. Disse que “houve, sim, renovação de bases contratuais da rede Globo com a, então, correspondente”. Só não disse que no novo contrato houve redução do salário da jornalista. Simples assim.

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO – No rastro do triplex de Lula veio o triplex da família Marinho, em terreno público de Paraty, RJ. A rede Globo, com o episódio ‘Mirian-FHC’, tirou a invasão (ou ocupação) do foco dos curiosos jornalistas inimigos de plantão. É vida que segue; à brasileira.