A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Abril de 2019


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


28/06/2018 09:00

Mesmice assola rádios do país

Reinaldo Rosa

SIGA A LÍDER – Seção ‘volta pra trás’ faz sucesso em rádio da capital morena; é facilmente percebido o número de rádios do comércio ligados na Difusora FM. Sertanejas antigas é dica para sair da mesmice que assola rádios do país. Aviso a navegantes da concorrência.

SAUDADE DO COPYRIGHT – “Não repita uma palavra na mesma sentença”. Princípio antigo nos bancos de jornalismo é desconhecido por neos diplomados. Profissional de jornal impresso local cravou a mesma palavra quatro vezes em duas sentenças seguidas. Doeu.

COMEÇA A PARTIDA - A trama ‘As Aventuras de Poliana’, no SBT, é a mais cara feita pelo SBT e maior aposta contra a Globo, que estreava ‘Segundo Sol’. Desde então, o ibope da emissora carioca caiu 21% no horário da novela e 13% em toda a chamada faixa nobre (de 28,5 para 24,7 pontos), informa Ricardo Feltrin, no Uol.

APITA O JUÍZ – Jornalista douradense e categorizado observador da cena televisiva alertou a coluna. “Chama a atenção a insistência com que a produção impõe chamadas de novelas aos narradores durante os jogos da Copa do Mundo. Sinal de que a audiência do principal produto da vênus platinada não anda lá essas coisas”, conclui. Números de audiência não mentem jamais.

TÁ CHEGANDO A HORA – Elogiável o comportamento do radialista -e também candidato-, Sérgio Cruz. Não faz do ‘Tribuna Livre’, na FM Capital, instrumento de campanha eleitoral. Dá mostras de responsabilidade com o eleitorado e obediência ao Código Eleitoral. Simples assim.

ATO FALHO – Se depender de estudos mercadológicos e econômicos, Luiz Datena será um péssimo candidato ao senado. Ele e a direção da Band e criaram um mega programa dominical esquecendo-se que a partir de 30 de junho terá de sair do ar por força de lei eleitoral.

GRANDE ACHADO – Para quem não suporta ficar zapeando o dial em busca da porta de saída da mesmice, uma dica: ‘Rádio Educativa da Marinha’, de Corumbá. “Programação com MPB, jazz, flash back internacional, rock romântico; muito boa”. Dica do atento Chico Baccaro (que levantou audiência da Mega 94 e Blink FM).

OUTRO LADO – O prefixo ‘106,’ identifica emissoras comunitárias e/ou Educativas (sem finalidades comerciais). Em Mato Grosso do Sul grupos de comunicação portadores de tais prefixos deitam e rolam na desobediência de regras do Ministério das Comunicações.

AGORA É TARDE – Em conversa com o artista plástico Hilton Silva ele abordava a falta de apoio e decepção com parcos movimentos culturais em Mato Grosso do Sul. Atendeu ao chamado divino –estava pobre, desamparado e doente-. Mas, hoje é alvo de grandes homenagens e pagina inteira de jornal impresso da capital. De que vale tudo isso?

LUTO - Faleceu neste dia 25, José Antonio Salomão, proprietário da ‘Rádio Clube de Dourados’, hoje entregue à Igreja Pentecostal. Era filho do ex-prefeito Jorge Antonio Salomão.

Censores da ditadura eram aprendizes
CALA BOCA NÃO MORREU – Ministro do STF mostra que censores da ditadura militar, colocados nas redações – entre 1964 4 1984 - eram aprendizes. Ministr...
Refém de religião, TV tem sobe e desce na audiência
BALA NA AGULHA – Antiga forma de conseguir apoios de congressistas para a concessão de emissoras de rádios foi feita com base no compadrio. Com dois ...
Mistério dos vários zeros paira sobre compra de FM
DEBITO NA POUPANÇA – Influência política determina caminhos mais curtos para personagens da vida pública nacional. Nada de novo. Concessões de rádios...
Novelas e seus clichês merecem estudo
PRÓPRIO UMBIGO – Imprensa falada e televisada de Mato Grosso do Sul martelou sobre expectativas dos 100 dias de administrações nacional e estadual. P...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions