ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 32º

De olho na TV

Pobre programação caseira

Por Reinaldo Rosa | 21/12/2012 07:55

JUSTICEIRO DO CERRADO – No mundo do "nada se cria", em Mato Grosso do Sul, é cada vez maior a cópia de programas que dão certo em outras praças. O MS Urgente, substrato do Brasil Urgente, da Band, não tem nada de novo em relação ao original ou aos demais concorrentes locais no mesmo horário.

MOMENTO GOLDSCHMIDT – O anúncio veiculado em jornal da capital, mostra a figura do apresentador bem ao estilo José Luiz Datena – o original. Com destaque que, a priori, não fazem parte do dia a dia de jornalistas, a principal frase da peça publicitária parece que foi criada a partir de rompantes de Wagner Montes. Sem contar o tira-e-põe caneta no bolso.

LIÇÃO DE CASA – Num programa que veicula crimes passionais, tráfico de drogas, revoltas em presídios, mortes no trânsito e outras notícias do gênero, abre-se a discussão para validade – ou não – de participação de crianças, ao vivo, no dito cujo. O Povo na TV não é a melhor escola para os baixinhos da cidade. Silvio Santos faz isso na medida – e hora – certa.

OLHOS ABERTOS – É preocupante a notícia dada pelo próprio apresentador Tatá Marques sobre propalada liderança, no Ibope, entre programas idênticos na hora do almoço. Utilizando-se de pauta que repercute o lado baixo astral do Estado, mostra a pobreza da educação que muitos políticos juram ser o cerne do futuro de um país.

IMAGEM É TUDO – Sem contar o cenário que mais parece loja de R$ 1,99.

É GRAVE, DOUTOR? – No seu momento de avental branco, vereador Paulo Siuffi encara a profissão de médico, em um espaço de 25 minutos na TV Campo Grande. Ocupou o lugar do primo que havia iniciado tal prática sob os refletores da repetidora do SBT, e não se conhece eficácia nem resultados práticos obtidos por quem consultou por meio do Médico da Família.

SEM RESERVAS – Repetidoras regionais de redes de TV (exceto TV Morena) abrem horários regiamente cobrados para que grupo de portadores de mandato exerça a função de jornalistas à frente de seus programas. Por mascarar intenções político-eleitorais, não seria o caso de questionamentos por parte do Sindicato dos Jornalistas do MS? Perguntar não ofende.

DUELO DE TITÃS – TV Brasil Pantanal e SBT MS colocam no ar seus noticiosos, quase no mesmo horário: 18 horas e 18h05min, respectivamente. Não há como não fazer opção por um ou por outro. É uma forma de fugirem da concorrência do MSTV 2ª Edição, da TV Morena. TV Guanandi, afiliada da Band, desistiu com seus curtos boletins.

PORQUE É SÁBADO – Já se tornou mania; sábado todo mundo samba pela FM 91.5 e o Mistura Brasileira, do Cachopa, imbatível no horário. Outros comunicadores deste gênero musical poderiam aparecer; é audiência certa e, com o tempo (muito), futuros programas análogos se tornariam rentáveis mercadologicamente.

CUSPIU PRA CIMA - Dani Calabresa, em programas passados da MTV, disse que “a Band é o lugar onde todos os VJs vão antes de morrer” e, agora, é a mais nova contratada da emissora dos Saad. A partir de março fará parte do CQC, que, depois de muitas polêmicas, passa a ter transmissão gravada.

Dominguinhos tem cancelada parte de agenda de shows
Dominguinhos tem cancelada parte de agenda de shows

A QUEM INTERESSAR - Do dia 3 ao dia 18, Globo, Record, SBT, Band e RedeTV! dedicaram juntas quase 100 horas ao time do Corinthians, o que daria uma média de 6,2 horas diárias. O número vem de um levantamento da Controle da Concorrência, empresa que monitora inserções comerciais para o mercado. Segundo o levantamento, a Band foi a que mais deu espaço: 39 horas em dezembro. Não foi só a Globo que encheu com o assunto. Com informações de Keila Gimenez.

DÉJÀ VU GLOBAL - Praias paradisíacas, mulheres lindas, casais rolando nas dunas de areia. A Globo pretende repetir em Flor do Caribe, próxima novela das 18h, a receita de Tropicaliente de 1994, de sucesso discutível. O autor Walter Negrão mostra que, realmente, faltam novos argumentos para futuras produções novelísticas. Trocam as paisagens cearenses pelas do Rio Grande do Norte. De resto, é a lesma lerda.

CORRENTE POSITIVA - Dominguinhos está sedado e respira com ajuda de aparelhos. Músico, que sofre de câncer de pulmão, está internado desde o dia 17. O sanfoneiro luta há seis anos contra um câncer de pulmão, que mantém-se estável e respondendo bem às drogas, além de doenças associadas, como insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. O tratamento ocorre entre Recife e São Paulo, devido a agenda de shows do artista.