ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 22º

Em Pauta

A vacina produz 4 vezes + anticorpos em quem se exercita

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 04/03/2021 06:21
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A vacina funciona bem em obesos? Existe alguma relação entre exercícios e vacinas contra covid-19? E os probióticos melhoram a eficácia das vacinas? Essas são algumas questões que começam a ser respondidas nos países onde a vacinação atingiu percentuais elevados da população.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A vacina funciona em obesos.

Um estudo de 2017 da Universidade da Carolina do Norte foi lembrado no início da pandemia de coronavírus. Dizia que a vacina contra o H1N1 não funcionava bem em obesos. Esse estudo foi feito em 1.022 obesos. Todavia, quando se trata de vacinas contra a covid-19, dados iniciais vem demonstrando que funcionam bem em obesos. Mas os especialistas dizem que necessitam de mais dados para ter certeza. A dúvida reside no fato de que a obesidade reduz a atividade das células B e T, as melhores armas contra vírus que dispomos em nosso corpo. Os pesquisadores acreditam que a obesidade afeta negativamente a função do sistema imunológico. O fato é que tudo indica que as vacinas contra covid-19 agem bem em obesos, mas os cientistas ainda não encontraram uma explicação para esse sucesso inesperado.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

4 vezes mais anticorpos em quem se exercita.

Muitos estudos demonstraram que há uma associação positiva entre exercícios regulares antes de receber a vacina e a resposta que o corpo dá depois da injeção. Quem se exercita chega a ter até 4 vezes mais anticorpos após a vacina. E se forem auxiliados por probióticos, melhor ainda. Tudo indica que o tipo e a quantidade de bactérias intestinais podem afetar a resposta à vacina. Alimentos contendo prebióticos e probióticos podem auxiliar os efeitos das vacinas. Os prebióticos são encontrados, principalmente, na cevada e no alho. Iogurte, chucrute e alguns queijos, são ricos em probióticos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário