ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Em Pauta

Com vocês, o estômago, esse culpado de quase nada

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 24/09/2020 08:07
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Ele já foi o centro da alma, especialmente dos maus espíritos. Acreditam que ele é o responsável pelos "roncos da barriga". Denominam de "estomatite", os inchaços dolorosos e feridas no interior da boca. É um sujeito muito mal visto. Seus crimes: raríssimos, se comparados com o gigante cano que vem depois dele. O estômago, em pleno século XXI, continua sendo difamado.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Um tubo chamado intestino.

Por dentro, você é enorme. Seu canal alimentar tem cerca de doze metros se você for um homem de tamanho médio, um pouco menos se for mulher. A área superficial dessa tubulação é de cerca de 2 mil metros quadrados. A viagem de um alimento através desse tubo - da boca ao ânus - é de 55 horas. Para a mulher, geralmente, é de 72 horas. A comida permanece dentro da mulher quase um dia inteiro a mais que no homem. Quais as consequências? Ninguém sabe. Em termos gerais, a comida passa de 4 a 6 horas no estômago, de 6 a 8 no intestino delgado, onde tudo que é nutritivo e engorda é aproveitado e despachado para o resto do corpo.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
O cólon e as fibras.

Continuando a viagem de um pedaço de pizza. Quando os pedacinhos de pizza chegam ao cólon, lá permanecem por 3 dias, em média. Bilhões de bactérias se encarregam daquilo que os intestinos não conseguiram processar - na maior parte fibras. Por isso os especialistas vivem dizendo para comermos mais fibras. Elas mantém os micróbios intestinais felizes. Também dizem, mas não tenho convicção, que as tais fibras reduzem os riscos de doenças cardíacas, diabetes, câncer intestinal e mortalidades de todo tipo. Tipo um remédio milagroso. Sei não. Tem cheiro e rabo de exagero.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Onde fica o estômago?

Parece que todos sabe-a resposta a essa indagação. Invariavelmente responderiam: "na barriga". Sinto, erraram. O estômago fica bem mais acima, não muito centralizado, e mais para o lado esquerdo do torso. Ele tem cerca de 25 centímetros e o formato de uma luva de boxe. O punho da luva, por onde entra a comida, é chamado de piloro, e a extremidade oposta é chamada de fundo. O estômago é menos vital do que você poderia pensar. A imaginação popular o denigre e lhe dá crédito em demasia.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Saco de amassar comida.

O estômago contribui um pouco com a digestão. Espreme a comida que chega até ele com contrações musculares. E é um saco de ácido clorídrico. Mas isso é só uma ajuda. Muitas pessoas tiram o estômago sem sofrer graves consequências. A real digestão e absorção - a nutrição do corpo - acontecem mais abaixo. O volume do estômago é de tão somente 1,4 litro. Pouco. Em comparação, o estômago de um cachorrão é capaz de conter o dobro de comida. Os roncos da barriga, aliás, vem na quase totalidade do intestino grosso, não do estômago. O verdadeiro negócio do estômago é matar micróbios, mergulhando-os no ácido.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário