A notícia da terra a um clique de você.
 
01/07/2017 07:00

Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Mário Sérgio Lorenzetto
Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos
Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Durante os últimos dez anos, o custo da robótica foi reduzido em 27%. Os estudiosos preveem outra de queda de 22% na próxima década. Isso explica em grande parte o porque em 2025, nada menos de 45% das atuais tarefas dos humanos estarem em mãos de robôs. Esse é um dos mais ingentes debates travados no mundo e perdido no Brasil. Atualmente, os robôs dominam 10% dos trabalhos que outrora foram de humanos. A redução do custo, sua maior inteligência e sua crescente estabilidade estão levando robôs a tarefas cada vez mais complexas.

Todavia, nem tudo é destruição. Basta recordarmos que as profissões mais importantes na atualidade não existiam ou eram incipientes há dez anos. Os especialistas garantem que 65% das crianças que estão no primeiro grau trabalharão em empregos que não existem agora. É normal que todos tenham medo do avanço da robotização, mas existem boas razões para acreditar que o futuro não é tão perverso como pintam alguns. A chave está em apostar na formação de nossas crianças que deverão estudar as tecnologias que chegam para mudar nossas vidas.

Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Colocar um cérebro nos objetos

A internet das coisas pode ser definida como a tecnologia capaz de converter qualquer objeto inerte em inteligente (o famoso "smart", em inglês). Pode ser um relógio inteligente, um carro inteligente, uma cidade inteligente... qualquer coisa. Tudo pode vir a ter um sensor. De uma diminuta hemácia de nosso sangue (que têm alguma dose de inteligência) até uma pedra do jardim. As previsões alertam que já em 2020, esse mercado necessitará de 4,5 milhões de novos funcionários.

Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Imprimindo saúde

A bioimpressão é a técnica de impressão 3D que permite fabricar estruturas biológicas para o transplante ou para a experimentação médica. No lugar de usar materiais como plástico, cerâmica ou metal, utiliza biomateriais e células vivas. Apesar de ser uma área muito nova, conseguiu revolucionar o mundo médico (de fora do Brasil). Estão fabricando cada vez mais peles, cartilagens, ossos e vasos sanguíneos. A previsão é de gerará negócios, até 2025, atingindo o valor de 7 bilhões de euros. Com ela chega esperança, qualidade de vida, e se não fosse pouco, muitos empregos.

Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Aprender a voar

Os drones foram criados para realizar tarefas aborrecidas, sujas e perigosas. Em português bem claro: para matar. Todavia, são capazes de registrar o que o olho não vê e podem chegar a lugares onde ser humano algum deseja se aproximar. Só isso, os transforma em um setor da economia gerador de muito dinheiro e de empregos.

Há protótipos inovadores para a realização de reportagens jornalísticas, tarefas de segurança e vigilância, fumigação e cultivo na agricultura, inspeção e limpeza em altura... a lista é imensa. Tudo isso explica o porque de estarem multiplicando as escolas que formam esses novos profissionais (é claro que ainda não existe no Brasil): jornalista-piloto de drone, segurança-piloto, fumigador-piloto....o futuro não será de quem sabe manejar uma tarefa. Será daqueles que conseguirem obter conhecimentos múltiplos.

Estas são as novas tecnologias que terá de ensinar teus filhos

Big data e inteligência artificial

Essa é a nova área que se ocupa de criar programas de informática, mas não qualquer programinha de informática, e sim programas comparáveis aos que a mente humana executa. Têm sentido pensar que a chegada dessa tecnologia (que já engatinha no Brasil) destruirá postos de trabalho dedicados à realização de tarefas aborrecidas e repetitivas. Não obstante, o big data e a inteligência artificial chega criando novas oportunidades para todos, inclusive na área de humanas. Os analistas calculam que serão investidos 11 bilhões de euros em sistemas de inteligência artificial por ano. Um crescimento de 59% em relação a 2016.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.