ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 32º

Em Pauta

Grande vitória da ultradireita foi na Holanda e não na Argentina

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 26/11/2023 07:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Espocar de rojões. Não havia jogos de futebol e nem era dia sacro, só podia ser a vitória de Milei na Argentina. A impressão era de que a política está sendo acompanhada com a perspectiva do bairro, do umbigo. A Argentina não tem peso no contexto global, significa, aproximadamente, a vitória do Taveirópolis sobre o Comercial. O que mexe, de fato, no tabuleiro mundial é a vitória de Geert Wilders, dos ultras na Holanda.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Cai o principal alicerce da União Europeia.

Os Países Baixos, como a Holanda deseja ser chamada, foi o principal motor da organização da União Europeia. E assim permaneceu até agora. São seus políticos que desempenham um papel primordial na manutenção dessa unidade indesejada pela ultradireita. Essa é a principal bandeira da extrema direita europeia: derrubar sua união. Também há em comum entre os vários partidos ultras o endurecimento nas políticas migratórias e ambientais. Com Wilders em Haia, a extrema direita está convicta de que no mínimo bloqueará a ampliação da União Europeia.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

E vem mais a seguir.

Parecia que a extrema direita tenha levado uma freada brusca. Em julho foi muito mal na Espanha. Em setembro foi a vez da derrota na Polônia. Mas estão liderando as pesquisas de opinião na França, Itália, Áustria, Bélgica e Hungria.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Surge a extrema esquerda.

Já não é novidade ver os partidos de centro sofrendo uma derrota após outra para os ultras. Mas há uma novidade surgindo na Alemanha: a extrema direita está perdendo votos para a extrema esquerda. Formou-se um novo partido, comandado por Sarah Wagenknecht, que saiu do neocomunista Die Linke, muito mais radical que os comunas. A grande surpresa, no entanto, é que em pouquíssimo tempo passou dos dez por cento de intenção de votos e tomou alguns percentuais da ultradireita Alternativa para a Alemanha - AfD. Tempos de extremos?

Nos siga no Google Notícias