ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 15º

Em Pauta

Meu OVNI querido. A perspectiva psiquiátrica da existência dos ETs

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 18/07/2021 07:34
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

É difícil apontar precisamente, em toda a história da humanidade, quem observou um OVNI primeiro, quando e onde isso teria ocorrido. Alguns enxergam relatos de OVNIs até na Bíblia - há quem diga que Jesus Cristo era um ET. Para muitos, o depoimento do piloto norte-americano Kenneth Arnold é tido como o primeiro relato da aparição de um OVNI. No dia 24 de junho de 1947, ao sobrevoar um monte em Washington, Arnold teria avistado nove objetos, semelhantes a discos, movendo-se velozmente. Surgiu daí o popular termo "disco voador". Mas o disco de Arnold não é o mais famoso dos OVNIs.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Vorónez, o mais famoso disco voador.

Uma possível aterrissagem de extraterrestres na cidade de Vorónez, 500 quilômetros ao sul de Moscou, abalou o mundo. O estranho acontecimento, ratificado pela milícia do partido comunista  e cientistas locais, comocionou os habitantes da cidadezinha. Testemunhas presenciais assinalaram que seres extraterrestres de três ou quatro metros de estatura e com três olhos, tinham descido de uma nave espacial, um enorme disco luminoso. O mundo todo olhava para Vorónez em 1989.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Um jovem aviador alemão pousou na Praça Vermelha.

Mas, pouco antes do disco voador de Vorónez, o jovem aviador alemão Mathias Rust burlara todos os sistemas de defesa do país mais militarizado do planeta e pousára seu pequeno avião, um Cessna 172, na Praça Vermelha de Moscou. Apresentou-se ante os soviéticos que o viram descer do avião como o que era: um ser chegado de outro mundo. Do mundo capitalista.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Um mito moderno das coisas que vem do céu?

Essa foi a época em que mais avistaram OVNIs e ETs. Época da Guerra Fria, do entrechoque de dois mundos, dois sistemas. Há um ensaio que Carl Jung dedicou aos discos voadores: "Um mito moderno. De coisas que se veem no céu". O psiquiatra suíço, o segundo mais famoso da história da psiquiatria, interpreta o fenômeno OVNI desde uma perspectiva psíquica, como uma projeção do subconsciente coletivo em uma época de dissociação - capitalismo versus comunismo - e de medo generalizado da guerra nuclear. Segundo Jung, a esfericidade do OVNI, arquétipo da ordem, viria a ser um tipo de contrapeso mental em meio da desordem. Passaram mais de cem anos da Revolução Bolchevique, mas o mundo segue vivendo em tensão e dissociado. Eram os guerreiros astronautas?

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário