A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


03/09/2019 06:55

5 Práticas que dificultam o crescimento das PMEs

Emanuel Steffen

Empreender é uma atividade arriscada por natureza e com muitos obstáculos de mercado a serem superados. Essa é uma realidade comum a qualquer empresário de qualquer parte do mundo. Porém, podemos afirmar que empreender no Brasil é um ofício ainda mais desafiador dado as condições do ambiente de negócio aqui presentes.

O "risco Brasil" como é conhecido, representa os entraves para o desenvolvimento das empresas. Esses embaraços são de natureza econômica como as crises, a burocracia, a alta carga tributária e a falta de segurança jurídica causada pelo intervencionismo histórico de governos estatizantes. Mas o que fazer para crescer em tal cenário? E o que não deve ser feito? É o que veremos a seguir.

O que não fazer para crescer?

Diante de tamanhos problemas os empreendedores precisam tomar postura para enfrentar os embaraços desse ambiente desfavorável, ao mesmo tempo em que precisam evitar tomar medidas que prejudiquem ainda mais as suas chances de sucesso.

A seguir vamos conhecer 5 práticas que dificultam o crescimento das PME e as impedem de aproveitar seu potencial. Acompanhe!

1 - Não estruturar um plano de negócios

O plano de negócio é uma ferramenta gerencial fundamental para o sucesso de qualquer empresa. É nele que estão documentados todos os estudos de mercado, planejamento e ações a serem adotadas para conquistar mais mercado e crescer.

Negligenciar a construção de um plano de negócio e a sua constante atualização é deixar a condução da organização sujeita a escolhas pouco profissionais e a tomada de decisão dependente de achismos carentes de lógica e mal fundamentados.

2 - Não organizar as finanças da empresa

Para empreender no Brasil é preciso dedicar uma atenção especial as finanças das organizações. A periodicidade e a continuidade de uma empresa no mercado depende diretamente da sua saúde financeira.

Um controle de caixa que possibilite que o negócio cumpra com seus compromissos e realize novos investimentos é fundamental para a sua sobrevivência. Não se atentar a esse tema é condenar o empreendimento a falência já no curto prazo.

3 - Não dar a atenção devida aos colaboradores

Os colaboradores são a peça chave para o sucesso de qualquer negócio, afinal são eles que executam todo o planejamento estratégico estipulado pela gerência, e também são eles que representam a empresa na interação direta com os consumidores.

Diante disso é fundamental dedicar tempo e recursos ao treinamento, motivação, criação de planos de carreira atrativos, remuneração por desempenho, reconhecimento e capacitação dos funcionários para que eles possam entregar o máximo de desempenho e consequentemente gerar mais resultados.

4 - Não documentar seus processos

Uma empresa precisa documentar seus processos para que possa mensurar ações como a sua capacidade máxima de produção e os custos envolvidos. Apenas com essas informações disponíveis será possível tomar decisões gerenciais diversas que vão impactar diretamente nos resultados como a compra de novos equipamentos, a expansão das instalações e a contratação de novos colaboradores.

5 - Não monitorar resultados

Para saber se o plano de ação adotado está surtindo os efeitos desejados é preciso monitorar constantemente a sua performance. Cabe ao gestor zelar pelo cumprimento das metas e o bom resultado dos indicadores de desempenho da empresa.

Não estipular metas de vendas, níveis de produtividade e planos de crescimento é o mesmo que deixar a empresa contar com a própria sorte e ser destruída pelo mercado, seja pela melhor oferta de concorrentes, seja pela perda de credibilidade na avaliação dos clientes.

Os responsáveis pela condução das empresas sejam eles administradores, sócios ou gerentes precisam se atentar sobre como enfrentar os desafios impostos pelo sistema macro do país ao mesmo tempo em que devem evitar cair em qualquer um dos erros que acabamos de apresentar.

E então, o que pensa a respeito das limitações impostas aqueles que desejam empreender no Brasil? Deixe o seu comentário logo abaixo e compartilhe as suas experiências sobre como lida com esses infortúnios em sua empresa.

Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

Como garantir um bom atendimento ao cliente?
A competição entre as empresas é cada vez maior nos mais diversos nichos de mercado. Para vencer essas disputas diárias as empresas têm procurado aum...
Como desenvolver um plano de negócios?
O risco é inerente à atividade empresarial. Qualquer interessado em atuar como empreendedor e apostar o seu capital em um novo negócio deve ter a ciê...
"Estimular a demanda" é um atentado à lógica
Você é o sobrevivente de um naufrágio e está sozinho em uma ilha. Não há nada pronto à sua disposição. Tudo o que você quiser consumir você terá ante...
Qual o tema mais importante em finanças?
No artigo anterior abordamos a importância de adotar uma postura mais empreendedora na carreira profissional dada a nova realidade de mercado marcada...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions