A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


29/01/2018 08:20

Pare de acreditar no impossível dos outros

Emanuel Steffen

Você deve saber o que é uma carteira de investimentos, mas caso tenha dúvidas, vou explicar de forma resumida que se trata do “lugar” onde ficam reunidos todos os seus ativos, sejam fundos, ações, CDBs, etc. Eu usei “lugar”, assim mesmo com aspas, porque cada carteira de investimentos é única, pois depende do perfil do investidor, do ciclo do
investimento e de mais uma série de pontos. Ou seja, não existe receita pronta, pois cada um de nós está mais propenso a correr riscos em determinada fase da vida ou a procurar segurança em outra. E por que comecei este texto falando sobre a carteira de investimentos?

Porque assim como cada carteira é única, as decisões de cada um de nós também o são. O que é difícil para mim pode não ser para você. O que quero tomar de riscos na vida pode estar além do que você desejaria tomar. Se eu priorizo segurança, pode ser que você prefira arriscar mais para viver novas histórias. Ou seja, o que serve para o outro, nem sempre deve servir para você. E é aqui que começa de fato a nossa reflexão!Isso significa
que mal começam a fazer algo, já desistem porque fulano disse que seria impossível ou
beltrano disse que seria um absurdo.

Vale para tudo, OK? Podemos falar de negócios, de largar um emprego, de abandonar um relacionamento, de escolher partir no lugar de ficar, e etc. O que precisamos entender é que o outro não deve nos definir. Ou seja, temos que parar de acreditar no impossível dos outros e viver o nosso possível. É assim que conseguiremos chegar onde de fato queremos, sem tantas interferências.O primeiro passo para parar de acreditar no impossível de
terceiros é tentar enxergar o que queremos para o futuro. Pode ser daqui a dois, cinco ou
dez anos. 

Como você se vê? O que gostaria de ter construído? O que gostaria de ter vivido? Pode ser que um de nós prefira estar morando em uma casinha no interior, com muito sossego, enquanto outro prefira estar viajando pelos diferentes países do mundo, entende? Apenas você pode saber o que deseja para si mesmo. Desta forma, não podemos nos sentir desestimulados por conta dos medos dos outros.

Não faz sentido, percebe? Um investidor arrojado vai preferir aplicar em investimentos de risco, mesmo propenso a perder, do que ficar quietinho no seu canto aplicando em investimento pouco voláteis. Não seria suficiente para ele não arriscar. E assim é com a vida também! Tudo muito simples de entender, mas muitas vezes tornamos este
entendimento difícil.

Outro ponto importante é que quem normalmente diz que algo é “impossível” é aquele que acha que não pode fazer. Mas você já ouviu aquela frase: “Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez”. Pois bem, comece a aplicá-la em sua vida, seus negócios, seus investimentos, e em tudo mais que seja necessário. Tenho certeza que você verá
diferenças incríveis na forma como as coisas caminham em pouco tempo.

Que tal fazer uma lista de coisas que você já conseguiu realizar e que, no início, parecia que você simplesmente não conseguiria? Recupere lá no fundo da memória aqueles momentos em épocas diversas da sua vida que lhe fizeram sentir orgulho de si mesmo e relembre todos eles para si mesmo. Outra sugestão é começar a olhar para si com um
pouco mais de generosidade. Tendemos a olhar muito para nosso lado negativo, para nossas falhas e pontos a consertar. Mas o que temos de melhor? Que tal listar as suas melhores qualidades para lembrar a si mesmo também?

Obviamente, nesta busca interna, você encontrará aqueles pontos que precisam ser melhorados. E não estou dizendo que você deve abandonar tudo, sem qualquer planejamento ou pensamento racional. O que você pode fazer é prestar atenção ao que precisa ser alterado e, aí sim, deixar eventuais medos de lado para seguir adiante.

Por exemplo, vamos supor que você esteja pensando em abandonar o trabalho para empreender. Muitas pessoas podem dizer que é loucura, que você tem um trabalho fixo, ganhos certos no final de cada mês e por aí vai. No entanto, você tem certeza de que é isso que quer, portanto, não deveria se deixar contaminar pelos medos alheios. Para lidar melhor com os riscos, porém, você não deveria simplesmente abandonar seu trabalho e
começar de qualquer jeito.

É preciso mapear o mercado, o negócio, observar se tem todos os predicados necessários para se dar bem, se tem o capital necessário e assim por diante. Assim como um investidor arrojado não sairá “queimando” dinheiro por aí apenas porque não tem medo de arriscar, você também fará o mesmo. Arrisque, mas de forma planejada, desta forma as chances de tudo dar certo serão muito maiores.

É assim que fazemos com investimentos e é assim que deveríamos fazer na vida, dá para entender? Lembre-se apenas que, no fim da estrada, provavelmente vamos ter desejado viver os nossos medos, ainda que tenha nos causado perdas, e não os medos dos outros! Faz sentido?

Fonte: Conrado Navarro \Dinheirama.com Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

 

Tabelamentos, soluções mágicas e a ruína da América Latina
Segundo Albert Einstein, fazer a mesma coisa e esperar um resultado diferente é sinal de loucura. Muitos políticos latino-americanos devem ser loucos...
“Justiça social” e o poder estatal
Se você perguntar a dez progressistas o que significa justiça social, você terá dez respostas diferentes. E é assim porque "justiça social" significa...
Pseudointelectuais X Capitalismo
Por que os intelectuais sistematicamente odeiam o capitalismo? Foi essa pergunta que Bertrand de Jouvenel (1903-1987) fez a si próprio em seu artigo ...
O impacto do blockchain na economia mundial
No ano passado, uma das criptomoedas mais conhecidas dos últimos tempos sofreu uma supervalorização, chegando a ser cotada a quase US$ 20 mil. O boom...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions