ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 19º

Manoel Afonso

Candidatos a procura de partidos e espaços

Por Manoel Afonso | 11/03/2022 10:10

CENÁRIO: Sem todas as federações partidárias anunciadas, as novidades devem ficar por conta das fusões. O clima de suspense e dúvidas resiste. Nenhum dos candidatos ao Governo deu pistas do nome do companheiro de chapa. Candidatos a deputado federal e à Assembleia Legislativa fazem os seus cálculos para ter certeza de que estarão no lugar certo. Cada qual olha o próprio umbigo.

SENADO: Pelo DEM, o ex-ministro Luiz H. Mandetta parece ter viabilizado sua candidatura ao Senado na chapa da candidata ao governo Rose Modesto (União Brasil). Quanto à ministra Tereza Cristina, sua candidatura é cortejada tanto pelo candidato Eduardo Riedel (PSDB) como pelo ex-governador Puccinelli (MDB). Mas ela não abre mão da candidatura Bolsonaro.

É POSSÍVEL: Vice-governador Murilo Zauith (DEM) seria o favorito para 1º suplente da candidata Tereza Cristina ao Senado. Com bom trânsito na classe política e figura de destaque da Grande Dourados, Murilo preenche os requisitos. Com esse perfil, no caso da vitória de Bolsonaro e Tereza Cristina voltar ao Ministério da Agricultura, Dourados teria pela primeira vez um representante no Senado.

‘BAFÃO’: Na última edição, sugerimos ao eleitor para não perder o bom humor. Mordemos a língua, pois de imediato viralizaram nas redes sociais as cenas da briga num bar da Capital entre 2 dirigentes políticos. Péssimo exemplo que mostra o despreparo de ambos e serve de alerta a todos sobre o uso do celular também nestas circunstâncias desagradáveis.

DEPUTADOS & AÇÕES: Paulo Corrêa (PSDB): presente na comitiva governamental para inaugurar e lançar obras em Paranaíba; comanda com precisão os trabalhos pautando projetos de interesse do Governo e sociedade.  José Teixeira (DEM), virou lei seu projeto incentivando a doação de sangue em eventos esportivos oficiais; pede estudo visando o credenciamento de junta médica da Cassems para atuar em Dourados na homologação de licença médica superior a 120 dias. Lucas de Lima (Sol): tem projeto prevendo atendimento especial aos portadores de fibromialgia nos estabelecimentos públicos e privados; tem proposta do “Check-up-Feminino” para prevenção de doenças. Capitão Contar (PSL): sempre zeloso; é seu projeto da transparência de informações sobre incentivos, renúncias, benefícios ou imunidades tributárias concedidas pelo nosso Estado com as informações publicadas no site oficial do Governo. Pedro Kemp (PT): pede ao Governo aumento do número (722) de vagas no concurso para professores da educação básica, já que hoje eles são 9.000 contratados; no Dia da Mulher enalteceu o papel dela na sociedade atual.

ABACAXI: Pérola maior do colar de vaidades do ex-governador Puccinelli (MDB), o Aquário do Pantanal volta ao noticiário às vésperas de sua inauguração. A desistência da empresa que iria administrá-lo reforça a tese de que o empreendimento pode ser inviável financeiramente. Ao governo, resta segurar o ‘rojão’ e buscar outra empresa para gerir o empreendimento. Quem se habilita? Negócio muito melhor, por exemplo, é explorar o jogo do bicho.

CORRUPÇÃO: Vergonhosa aquela decisão do STF delegando (pasmem!) para a Justiça Eleitoral a competência de julgar casos de lavagem de dinheiro e corrupção descarada. Dezenas de casos acabaram prescritos e anulados impactando negativamente perante a sociedade, abrindo as portas e porteiras para a continuidade da barbárie. Haja água para tanta sujeira.

‘IN DUBIO PRO REO’: Certa feita num processo de apreensão de 30 quilos de cocaína, devido a questionável vício processual, o STF decidiu pela anulação. Ao final, a pergunta cruel: o que fazer com a cocaína apreendida? Devolve ao traficante? Por analogia, repete-se a situação com os bilhões de reais recuperados na ‘Lava Jato’ graças a sentenças, acordos de leniência e delações. O ex-ministro Antonio Pallocci terá de volta os R$ 100 milhões que entregou no acordo judicial?

PERGUNTA-SE também: a Petrobras terá que devolver os R$ 6,17 bilhões recuperados? O fato é que não se pretende provar a inocência dos acusados de corrupção, mas apenas se beneficiar de eventuais questionamentos sobre o processo. Nossos gloriosos tribunais, estão fazendo a sua parte – para decepção da população que tem noção de direito, moral e bom senso.

‘LAMA ASFALTICA’:  Por extensão, algumas das decisões judiciais (TRF-3) recentes sobre o escabroso caso, já provocam questionamentos e até piadas junto à opinião pública quanto ao final do mesmo. Os acusados serão efetivamente punidos? Terão eles de volta os bens indisponibilizados no curso do processo? Pelo sim pelo não, recomenda-se tapar as narinas.

AÇÕES PARLAMENTARES: Amarildo Cruz (PT): na sessão dedicada às mulheres, condenou o preconceito; cumprimentado pela sua ação pela recuperação de 34% do salário dos professores estaduais convocados; autor do projeto que adota paramentos ao monitoramento das águas para o consumo humano. Evander Vendramini (PP): destacou o exemplo da força das mulheres da Ucrânia na guerra contra a Rússia; acompanha as obras rodoviárias do Governo Estadual entre Porto Esperança e a BR-262. Lídio Lopes (Patri): Feliz em sua exposição sobre o Dia da Mulher, seus direitos e conquistas ao longo dos anos, inclusive, sua participação na política. José C. Barbosa (DEM): homenageou mulheres protagonistas e guerreiras no Dia da Mulher; presente na entrega de equipamentos ao Hospital Regional de Três Lagoas; conquistou recapeamento de ruas na Vila São Luiz, em Dourados. Gerson Claro (PP): anunciou  asfalto (25 km) Sidrolândia a Capão Bonito; no Fundesporte tratou de eventos esportivos para as cidades do interior; pediu ao Governo o patrolamento da estrada rural entre Anastácio e as regiões do Pulador, São Manuel e Monjolinho.

VALE SABER: A Ucrânia tem o melhor solo agrícola do Mundo. Em 2021, colheu 75 milhões de toneladas. Maior produtor mundial de girassol. Após o inverno, os solos enegrecidos por húmus se transformam em verdes campos de cultivo. É nesta terra fecunda que reside a cobiça russa, pois com o aquecimento global alargará a janela para o período de plantio.

SÓ FACHADA!: O presidenciável Ciro Gomes prega moralidade, mas o seu partido (PDT) tentou sem êxito mudar a Lei da Ficha Limpa no STF, que continua assim: é de 8 anos o tempo de inelegibilidade, após cumprimento da pena por sentença de órgão colegiado. Exemplo: condenado a 4 anos de prisão, deve ficar mais 8 anos inelegível mesmo após cumprir a pena, totalizando inelegibilidade de 12 anos.

EDUARDO CUNHA: “Já sabemos que o PT terá dificuldades para sustentar a sua atual dianteira nas pesquisas de intenção de votos para as eleições presidenciais. Basta ver a mais recente pesquisa PoderData, divulgada em 2 de fevereiro: a diferença entre Lula e Bolsonaro já começou a cair. Nesse momento, está em 41 a 30%, com os demais candidatos patinando sem afetar a polarização entre os 2 nomes principais...”.

LULA: “A Dilma é uma mulher extraordinária. Uma mulher de muita competência. Ela não conseguiu fazer um 2º mandato na qualidade que a gente esperava, porque o PMDB elegeu Eduardo Cunha presidente da Câmara para não permitir que Dilma fizesse as coisas que tinha de fazer.” “Poucas vezes nesse país teve uma mulher com qualidade moral, ética e competência técnica da Dilma... ( ... ) Queria te falar, Dilma, que admito que alguém do PT possa fazer crítica a você. Mas nós do PT não podemos admitir que nenhum inimigo nosso, conservador ou alguém que represente a elite atrasada possa falar mal de você.”

DEPUTADOS & AÇÕES: Antônio Vaz (REP): seu projeto ‘Março Roxo’, que já é lei, abraçou também a conscientização da epilepsia, quebrando tabus e rompendo barreiras; acompanha os números gerais da covid-19 em todo o Estado. Paulo Duarte (MDB): presente ao evento que lançou o Fundect Mulheres na Ciência; na sessão do Dia da Mulher, ressaltou a necessidade de estabelecer a justiça social combatendo, inclusive, a desigualdade de gênero. Marçal Filho (PSDB): autor de várias propostas aprovadas de proteção às mulheres; uma delas é a que obriga o síndico a denunciar casos de violência doméstica no espaço do condomínio. Mara Caseiro (PSDB): uma guerreira; é destaque pelas ações em prol das mulheres; presidiu sessão em homenagem ao Dia da Mulher reforçando o papel social feminino. Neno Razuk  (PTB): conquistou viatura militar para Navirai, Ponta Porã, Sete Quedas e Japorã; pede ciclovia ao longo da MS-289 entre Amambai e Juti; é seu projeto pedindo campanha anual de sensibilização da Síndrome do Ovário Policístico, que atinge 13% das mulheres em idade fértil.

LENTIDÃO: Ainda em 2011, de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB) foi aprovada a lei equiparando salário da mulher ao do homem na mesma função. Mas no Senado, ela só foi aprovada em 2021. Como houve alteração no texto da lei, ela voltou à Câmara – enquanto centenas de mulheres são afetadas pela injustiça salarial. É só um exemplo da nossa burocracia legislativa.

MAQUIAVEL: Ainda lá na Idade Média, ele dizia que os homens nascem maus e que a bondade é aprendida ao longo da vida e que eles “são ingratos, volúveis, simuladores, covardes antes os perigos, ávidos de lucro”. Pregava que o governante há de ser temido, pois o temor dos subalternos é capaz de desestimular traições.

ATUALÍSSIMO: Para os estudiosos, Maquiavel causa horror, porque seus conceitos e conselhos são atuais. Tudo porque a política de hoje é ainda mais mentirosa do que na época em que viveu Maquiavel. Ainda temos seguidores dele em todos os cantos: da Coreia do Norte de Kim Jung-un à Rússia de Putin. Ambos têm ‘um quê’ de Maquiavel.

OBSERVE! Há sinais de ‘maquiavelismo’ nas atitudes e decisões dos governantes de todos os níveis. Das isoladas ‘Sucupiras’ deste ‘Brasil de meu Deus’ às metrópoles badaladas. Às vezes, os políticos mandantes nem leram uma página de "O Príncipe", mas agem como discípulos graças ao instinto para manter o poder conquistado.

PRAGMÁTICO: “Os fins justificam os meios”. Essa frase tão conhecida retrata bem o conceito de Maquiavel em relação ao poder e a leitura cínica que fazia dos homens medíocres na época.  Em nome da governabilidade (‘rouba, mas faz’), ele tinha o direito de fazer o que tinha que ser feito. Mas hoje, apesar do avanço tecnológico, a mediocridade humana ainda permite essa prática. Nada mudou!

Ponto final: 

O dilema atual do brasileiro é: comprar comida ou abastecer o carro?  

Nos siga no Google Notícias