A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


14/10/2016 09:48

Sem Lula, PT apoiará Ciro Gomes?

Manoel Afonso

TRAGÉDIA O PT perdeu as calças – desde Amambai (MS), onde o candidato Anísio Prego ficou em 3° lugar, até Porto Alegre (RS), que governou por 16 anos, com 16% dos votos válidos. Após 2012, o PT encolheu 60,9% – perdeu 6 em cada 10 votos.

REPETIÇÃO O então presidente da União Soviética, Nikita Kruschev, denunciou em 1956 os crimes de Josef Stalin. Em 2016, no Brasil, graças à Lava Jato, comunistas e petistas, de mãos dadas, foram massacrados nas urnas. E a fila é longa. Outros virão.

LULA O ex-presidente perdeu o ‘status’ de pai e herói da pobreza. As denúncias são graves e os seus advogados ainda não convenceram. É voz geral: depois do José Dirceu, João Vaccari, dos empresários sacanas, a vez dele está chegando; está pertinho.

EXPECTATIVA Basta uma condenação para Lula perder a primariedade. Aí o pau de bater em Chico baterá em Francisco. Mesmo os ministros do STF nomeados por Lula e Dilma não poderão ignorar as provas. Se a lei é igual para todos, ele não seria exceção.

DE NOVO? Lula enrolado e o PT sem substituto. O PDT quer o apoio a candidatura presidencial de Ciro Gomes. A última ‘boa’ dele foi defender a então presidente Dilma Rousseff. A mais famosa, em 2002, ao ridicularizar o papel da própria ex-mulher ( Patrícia Pillar).

‘NOSSO TRUMP’ O candidato Donald Trump encolheu no debate na TV. quando perguntado sobre suas opiniões a respeito das mulheres. Ciro Gomes ficaria igualmente de saia justa se instado a explicar seu machismo desvairado contra a delicada Patrícia Pillar.

‘OPOSIÇÃO’ Do ex-presidente Getúlio Vargas: “é mais fácil ser oposição do que situação; trabalha-se melhor com o imaginário ingênuo das pessoas”. Quanto ao embate eleitoral, ele assim definia: “Não é a oposição que vence, é a situação que perde”.

A LIÇÃO “Todo ser pensamente votará em você” – dizia uma entusiasmada eleitora ao candidato democrata Adlai Senvenson, contra Eisenhower em 1956. Ele respondeu: “Isso não é suficiente. Preciso da maioria”. E o democrata perdeu para o republicano.

SAÚDE No centro do debate sucessório em Campo Grande. Mas o caos é geral – com a ‘PEC do teto’ aumentou a preocupação. Ora! Se em 2013 gastamos só 591 dólares per capita com saúde, os argentinos gastaram 1.167 dólares e os ‘U.S.A’ 4.307 dólares.

PEDRO CHAVES A bagagem de reitor incorporado ao mandato de senador. Atua em comissões e audiências no Senado, discute emendas, recebe prefeitos, autoridades e está presente em eventos na capital e interior. É voz geral: ele se encantou com a política.

DINOSSAUROS As leis trabalhistas representam um frio da espinha de quem se propõe a gerar emprego. Criadas em 1943, estão na contramão da realidade mundial. Se aqui temos 4 milhões de ações trabalhistas ao ano, no Japão são 3 mil. Como competir?

É NOTÓRIO: A recuperação dos empregos, a retomada do crescimento e a melhora da competitividade passam inclusive pela reforma da Consolidação das Leis Trabalhistas. Esse pessoal da ‘esquerda’ precisa acordar e criar juízo - ou o país vai para o vinagre.

LEMBRANDO o ex-ministro Roberto Campos: “o poder sindical é essencialmente o poder de privar alguém de trabalhar ganhando os salários que estaria disposto a aceitar”. O mais irônico do quadro: os dirigentes sindicais ganhando sem trabalhar. Assim é fácil.

‘RESSURREIÇÃO’ Em 2006 foram 39.643 votos só na Capital para deputado federal. Em 2010, reelegeu-se com 34.870 votos. Em 2012 não se elegeu vereador na capital - 4.912 votos. Aleluia: em 2016, Antonio Cruz foi eleito vereador com 3.380 votos.

O EXEMPLO de Antonio Cruz mostra a incrível volatilidade do patrimônio eleitoral de eleição para eleição. Como explicar a perda de seus 35 mil votos em 6 anos (2006-2012)? Isso prova: o desempenho nas urnas está atrelado também a outros fatores.

CAPITAL Após a ressaca do 1º turno, os dois postulantes à prefeitura estão nas ruas em campanha. O acerto com Alcides Bernal (PP) não mudou a postura de Marquinhos Trad (PSD). Por outro lado, a candidata Rose Modesto (PSDB) demonstra raro vigor ao recuperar-se da cansativa jornada.

INSISTO O total de votos à espera da melhor proposta abrange os eleitores que não votaram (19,20%); mais de 54 mil que votaram em branco ou anularam o voto; 52.636 que votaram nos outros postulantes e os 111.128 eleitores de Bernal.

‘AROEIRA’ A invejável disposição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) surpreende até os mais próximos nas tratativas da sucessão da Capital. Ele não se deixa abater e passa energia positiva à candidatura de Rose Modesto. É possível inclusive que o senador Aécio Neves visite Campo Grande para dar aquela força.

O JOGO está sendo jogado. Na análise dele entram vários fatores, inclusive a teoria da imprevisibilidade das urnas. Mas Marcos Trad tem a vantagem do aspecto psicológico, como do técnico do time que ganhou o primeiro jogo e com bom saldo de gols a favor.

SURPRESAS acontecem nas eleições. O eleitor está assistindo aos programas na TV. com poder de influencia. Mas não se pode subestimar a sabedoria do imaginário popular, ou seja, quando eleitor decide influenciado pelo seu universo e conveniências.

ALÍVIO A mudança do teto do ‘Simples’ para R$3,6 milhões anuais beneficiará 33 mil empresas, recolhendo todos os tributos com um só documento. Decisão do Governo Estadual sensível aos apelos dos dirigentes da Fiems e Fecomércio. Vale para 2017.

A FILA Não é só o ex-presidente Lula que está preocupado. A decisão recente do STF que manda prender os condenados de 2ª. instância, ainda com recursos pendentes no STF e STF atingirá muita gente. Aqui temos o deputado estadual João Grandão (PT) condenado no TRF-1 a 11 anos e 10 meses de prisão em regime inicialmente fechado.

“Nunca se mente tanto como antes das eleições, durante as guerras e após as caçadas” (Otto Von Bismark)

Internet versus currais eleitorais
GORDINHOS...e diabéticos! Deputado Marcio Fernandes (PMDB) falou comigo da esperança em ver a Assembleia Legislativa derrubar o veto do Executivo ao ...
O desafio do eleitor: acreditar no novo
100 ANOS Ex-governador Wilson Barbosa Martins completando 100 anos de idade. Probo, adotou o discurso moralista (sem eco) da UDN, mas sem gente compe...
Ayache e Pedro Chaves: os sobreviventes
OS ESTRAGOS eleitorais por aqui não distinguiram partidos e lideranças. É bom saber: um mês antes de estourar o caso da delação de Joesley Batista, a...
PT, PMDB e PSDB – trigêmeos em apuros!
AGONIA Onde não tem escândalo por dinheiro? Ouvi de um sábio de plantão que come abelhas no café matinal: “neste ritmo o Silvio Santos acabaria ganha...



As chances de Ciro Gomes ser eleito são quase nada, se for apoiado pelo PT então será esmagado nas urnas, se existe apoio indesejado no momento é o dos petistas
 
juvenul em 17/10/2016 12:53:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions