ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Que não quer calar

Por Jogo Aberto | 16/04/2011 06:00

Cobrado sobre reparos em estrada estadual que dá acesso ao campus da universidade estadual em Ponta Porã, o governador André Puccinelli disse que o problema é só para quem anda a 180 km por hora. “Para quem anda a 110 km/h, a estrada está ótima”, comentou.

O governador esteve junto da senadora Marisa Serrano e do deputado Reinaldo Azambuja em São Paulo onde trataram da indenização que a Cesp deve ao Estado. Puccinelli jura que nem comentou sobre vaga do TCE com os tucanos, "senão o Arroyo, Picarelli e até o seu líder de governo, que já foi interessado na vaga o matariam".

Já na abertura da Expogrande, Puccinelli disse para o presidente da Acrissul, Francisco Maia, que apesar das diferenças políticas e ideológicas, "águas passadas não movem moinhos" e que sempre estará a disposição da Acrissul. Maia apoio Zeca do PT na última eleição.

O vereador Paulo Pedra (PDT) rasgou a seda que pode na presença de André em solenidade de associação dos cartórios. Perguntou, inclusive, se o governador não poderia acumular o cargo de prefeito. A resposta de Puccinelli rende até letra de pagode: "Na cutuca Pedra"

Por enquanto, está tudo bem. Mas o estrago feito pelo terremoto e pelo tsunami e o perigo da radiação podem fazer ficar mais caros os pratos japoneses tão apreciados em Campo Grande.

O aumento deve ser consequência tanto das regras mais rígidas de importação dos produtos impostas pela Vigilância Sanitária quanto da escassez mesmo de frutos do mar e pescado, segundo quem trabalha no setor.

A rede de lojas Centauro, especializada em material esportivo, receberá R$ 260 milhões do BNDES para ampliar os negócios até 2012 e um dos destinos é Campo Grande. A expectativa é criar 4 empregos a cada R$ 88 mil investidos.

O arquiteto e ex-vereador Celso Costa viajou para Seul, na Coréia do Sul, para apresentar a investidores japoneses projeto de um hospital-spa com 120 leitos, para ocupar 20 hectares em Guia Lopes da Laguna. Os idealizadores precisam de 10 milhões de dólares.

Dia desses, o vereador Wanderlei Cabeludo (PMDB) ficou horas esperando amigos em uma mesa do bar Miça. Depois de muito tento sozinho, no maior chá de cadeira, desistiu, disse tchau para o garçom e foi embora.

A pergunta recorrente feita por leitores em e-mails ao Campo Grande News é porque a Polícia não prendeu antes o estuprador que atacou 8 mulheres em Campo Grande. A resposta também é dada pelos internautas que acham que o criminoso só foi pego por conta da pressão da mídia, depois de jovem ser atacada na UFMS.