ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 31º

Momento Saúde Bucal

Pessoas com Alzheimer também precisam de tratamento odontológico

Por Marco Polo Siebra (*) | 27/09/2023 10:10

Olá, você sabia que pessoas com Alzheimer também precisam de dentista?

E falando nisso, dia 21 de setembro foi o dia Mundial da Doença de Alzheimer, uma iniciativa global da OMS (Organização Mundial de Saúde) que objetiva aumentar a tão necessária conscientização e diminuir ou eliminar o estigma e a desinformação que ainda envolvem a demência.

E ainda sensibilizar a sociedade para a importância dos cuidados da pessoa com o Alzheimer, com os familiares e também com os cuidadores. Isso mesmo, os familiares e cuidadores de pessoas com Alzheimer têm a possibilidade de desenvolver depressão profunda segundo a OMS, e precisam também de cuidados, principalmente informações e orientações de como lidar com essa doença no dia a dia.

O objetivo é levar informações, orientações e acolhimento para as pessoas que convivem com a pessoa com Alzheimer. Procura-se eliminar os estigmas que essa doença causa nas pessoas.

Um desses estigmas é que não precisa levar ao dentista. Ou os familiares e cuidadores, por falta de informações, não fazem corretamente, ou nem fazem, a higiene oral dessas pessoas com Alzheimer.

E realmente os cuidados com as pessoas com Alzheimer são bastante desafiadores quando não tem as informações corretas.

Por isso que na Odontologia tem a especialidade de Odontogeriatria que tem a perícia de cuidar dos pacientes com Alzheimer e também levar informações e orientações para os familiares e cuidadores de como estar fazendo essa higiene oral em casa.

O dentista especialista em Odontogeriatria tem a qualificação e a capacidade de restabelecer a saúde bucal das pessoas com Alzheimer para melhorar a qualidade de vida deles e também da família e dos cuidadores.

Algumas vezes, dores de dente em pessoa com Alzheimer traz um distúrbio de comportamento como agressividade ou não querer comer e os familiares não sabem disso.

Espero que eu tenha contribuído com essas informações. Qualquer dúvida, mande um direct lá no meu Instagram, @drmarcopolosiebra, que eu terei o maior prazer em te auxiliar. Um forte abraço, até o próximo vídeo.

(*) Marco Polo Siebra é odontólogo há mais de 30 anos, Especialista em: Prótese Dentária; Odontogeriatria; Implantodontia. É Master Coach Pela FEBRACIS (Federação brasileira de Coaching Integral Sistêmico), Ministrante dos Cursos: Pode da Ação; Poder e Alta Performance; Jeito de Viver Família; Educar, Amar e Dar limites; Decifre e Influencie Pessoas; Coach de Carreira; Analista de Perfil Comportamental; Processo de Coaching Individual; Processo de Coaching em Grupo; Especialista em “Neurociência e Performance Humana” na Faculdade FEBRACIS; Presidente da Liga de Neurociência da Febracis Pós-graduações; Coordenador de um Grupo de Apoio para familiares e cuidadores de pessoas com Alzheimer. Hoje tem como principal missão e propósito de vida impactar e transformar pessoas de forma que concretizem seus sonhos e objetivos em todas as áreas da vida.

Nos siga no Google Notícias