ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 25º

Direto das Ruas

Ameaçada de morte pelo ex, mulher está há 8 dias sem poder voltar para casa

Vítima, de 39 anos, foi espancada e já registrou 4 boletins de ocorrência, mas o agressor segue impune

Por Adriano Fernandes | 29/03/2021 23:45


Há oito dias uma mulher, de 39 anos, vive um pesadelo por conta das agressões e ameaças que vem sofrendo do ex-companheiro, um pedreiro, de 29 anos, na Capital. Depois de ser espancada com socos e chutes por ciúmes ela tem medo de voltar para casa, no Jardim Noroeste. O endereço foi invadido pelo homem, que destruiu móveis, eletrodomésticos e chegou a ameaçar uma vizinha do local com uma arma. Desde então a vítima está morando de favor na casa de amigos.

De acordo com a mulher, que está desempregada, durante os 10 meses de relação com o rapaz às agressões eram constantes, mas a situação chegou ao ápice no dia 21 de março. “Ele me acusou de estar traindo ele, quebrou meu celular e partiu para cima de mim na casa de uma amiga. Ele feriu minha cabeça, meu rosto, braço e pernas. Me deus socos, chutes e me atingiu com uma bolsa”, lembra a mulher.

O homem só foi embora do local depois que a testemunha ameaçou chamar a polícia. No dia seguinte, no entanto, ele retornou ao imóvel e danificou vários móveis e eletrodomésticos com uma barra de ferro. “Ele estragou o portão de elevação, cortou a cerca elétrica, quebrou computador, portas, danificou geladeira. Eu tenho medo de voltar para lá e ele me encontrar e acabar me matando”, diz a vítima. Vídeo feito pela mulher mostra o estrago que o agressor deixou na residência.

No local também morava o filho da mulher, de 24 anos, que também foi ameaçado pelo pedreiro. “Eu pedi para ele pegar as coisas dele e também sair de lá e ir para casa do pai, no Jardim Colúmbia, porque ele também ameaçou matar o meu filho. Ele já foi duas vezes no emprego dele”, comenta. Desde a agressão, a vítima esta na casa de amigos que também temem ser identificados pelo criminoso. Enquanto não sabe o paredeiro da vítima o homem continua ameaçando a mulher através de áudios no WhatsApp.

“Minhas ideias ‘é’ te matar. Se você não ficar mais comigo, você não vai ficar com mais ninguém. Eu posso ser preso, mas eu vou acabar com a sua vida. Eu acabo com a sua vida”, repete o homem nos arquivos adquiridos pela reportagem. Conforme a vítima, o pedreiro é ex-presidiário e acumula passagens policiais  por homicídio, tráfico de drogas, dentre outros crimes.

A mulher chegou a passar o último fim de semana na casa de acolhimento da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) enquanto aguardava receber uma medida protetiva da justiça. “Mas como lá as vítimas só podem ficar até conseguir a medida eles me liberaram no domingo, quando a decisão judicial saiu”, comenta.

Em nove dias a moradora já registrou quatro boletins de ocorrência na delegacia contra o agressor, por crimes como ameaça, agressão e invasão de residência. A mais recente denúncia ocorreu na noite desta segunda-feira. Só hoje o agressor foi duas vezes à residência no Jardim Noroeste. Depois de invadir o local pulando o muro, ele ameaçou a vizinha do endereço com uma arma para tentar descobrir o paradeiro da vítima. Desesperada, a mulher cobra uma ação mais efetiva da Polícia Civil.

“Ele é perigoso, precisa ser preso porque se não vai acabar me matando. Retornei na delegacia hoje e a delegada nem me atendeu, não pegaram os áudios, estão ignorando as ameaças que eu venho sofrendo. Ele só pedem para que eu chame a polícia ou a guarda quando ele aparecer de novo, mas até eles chegarem eu já fui morta”, comenta.

A vítima desabafa que teme pela própria vida. “Não quero ser mais uma que irá morrer pra que depois algo seja feito”, conclui.

Direto das Ruas - A foto chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Instagram ou Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário