ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 26º

Direto das Ruas

Cobertura de imagem da Nossa Senhora causa discórdia em cidade de MS

Devoto de Nossa Senhora e responsável por antiga cobertura, morador critica projeto atribuído ao padre local

Silvia Frias | 11/10/2022 12:43
Nova cobertura em construção e que causou revolta de morador local. (Foto: Wilson Ferreira)
Nova cobertura em construção e que causou revolta de morador local. (Foto: Wilson Ferreira)

Às vésperas do dia de Nossa Senhora Aparecida, a destruição da cobertura de imagem da Padroeira do Brasil é motivo de desavença em Aquidauana, a 141 quilômetros de Campo Grande. A nova construção em andamento será abrigo mais fechado, o que causou revolta de morador local.

“Derrubaram tudo, isso aqui vai tampar a paisagem ao fundo, era lugar muito mais bonito”, reclamou o empresário Wilson Ferreira. Ele acredita que a intenção é fazer como em Aparecida (SP), em que a peregrinação dos fiéis também se tornou rentável, com turismo e comércio.

A antiga cobertura, derrubada para dar lugar ao novo projeto. (Foto: Wilson Ferreira)
A antiga cobertura, derrubada para dar lugar ao novo projeto. (Foto: Wilson Ferreira)

Ferreira é devoto de Nossa Senhora Aparecida e foi o responsável por levar a imagem de cerca de 2 metros até o local onde está hoje, às margens da rodovia estadual que liga Coronel Camisão a Piraputanga. Também construiu, com dinheiro próprio e contribuições a cobertura erguida em 2013 e destruída há pouco mais de duas semanas.

Agora, o novo abrigo cercou a imagem e tampou a paisagem ao fundo. Ferreira questiona a qualidade da obra e diz que pretende entrar na Justiça contra o projeto, que atribui ao padre local, Paulo do Nascimento. Segundo ele, um empresário de Campo Grande estaria auxiliando na construção, com objetivos comerciais.

O prefeito Odilon Ribeiro disse que não tem jurisdição do local onde a imagem foi instalada, às margens de rodovia estadual. Ferreira diz que, antigamente, o trecho ficava dentro de fazenda e teve a permissão do dono para erguer o pequeno santuário no local.

A reportagem procurou o padre Paulo do Nascimento, mas ele disse que não irá comentar para não fomentar a polêmica. Para amanhã, está mantida a já tradicional missa local. Ele gravou vídeo, conclamando os fiéis, em frente da construção da discórdia.


Direto das Ruas - A informação chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, faça fotos e vídeos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias