ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  20    CAMPO GRANDE 28º

Direto das Ruas

“Do nada”, mulher arranca tinta do muro e surpreende moradora no Jacy

“Loucura da droga” tirou paz de moradores, afirma dona da residência

Por Anahi Zurutuza | 26/02/2024 19:51

Um comportamento bem estranho de se ver foi registrado por câmera de segurança na madrugada deste domingo na Vila Jacy, em Campo Grande. A filmagem mostra uma mulher com o rosto coberto que, “do nada”, resolve descascar o muro da frente de uma residência, retirando toda a tinta estufada com a umidade.

Seria cômico se não fosse trágico, segundo Caroline Bondan, que há 1 ano e meio mudou-se para imóvel porque veio trabalhar na Capital. Ela conta que procurou o bairro justamente por acreditar que fosse tranquilo, ocupado por famílias e pessoas idosas. O pai precisava de uma casa com adaptações de acessibilidade e achou que ali, seria um lugar para morar com segurança, nos fundos de uma escola pública, perto de supermercado, farmácias e shopping.

O tempo mostrou que não era bem assim. “Virou uma cracolândia”, afirma. Caroline explica que usuários de drogas frequentadores dos pontos de venda conhecidos na Vila Nhá-nhá atravessam a Avenida Ernesto Geisel e ficam perambulando pela Jacy. E é a “loucura da droga” que tira a paz de quem vive por ali.

“Tive uma tentativa de furto no padrão de energia. Teve uma tentativa de furto de uma idosa, bem na frente da minha casa. O cara puxou a bolsa dela, ela caiu no chão e ele se assustou porque ela começou a gritar. Tenho tudo registrado na câmera”, narra a moradora.

Muro ficou todo descascado (Foto: Direto das Ruas)
Muro ficou todo descascado (Foto: Direto das Ruas)

Caroline diz conhecer a mulher que “depredou” sua casa. “Ela dorme no fim da rua. Minha mãe dá comida, dá água para ela”.

A moradora afirma ainda que a situação é insustentável e que essas pessoas não podem ser simplesmente deixadas sem qualquer assistência pelas ruas. Além disso, acha que medidas de segurança mais efetivas precisam ser tomadas, afinal os alunos da Escola Estadual Dona Consuelo Muller, por exemplo, estão vulneráveis.

Mas, sem ver luz no fim do túnel, ela pensa em se mudar. “É infernal. Na hora que vencer o meu contrato [de aluguel], vou me mudar. Não estamos em paz e está piorando”, avisa.

Direto das Ruas - O vídeo e reclamação chegaram pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal. Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais. Receba as principais notícias do Estado pelo Whats.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias