ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 25º

Direto das Ruas

Fogo se alastra em terreno baldio e moradora reclama: "não dava para respirar"

Segundo relato, problema com incêndios no local é recorrente

Por Idaicy Solano | 06/07/2022 10:25

Incêndio em terreno baldio na rua Marina Luiza Spengler, na região do bairro Ana Maria do Couto, em Campo Grande, causou transtornos para Fernanda Lopes de Matos, de 38 anos, na tarde de terça-feira (5). Nas imagens registradas pela moradora, é possível ver a grande quantidade de fumaça no local.

A dona de casa enviou os vídeos ao Campo Grande News, junto com pedido de ajuda, pois segundo ela, os moradores não aguentam mais os problemas causados pelo incêndio, que acontece com frequência no local. “Nem dormir podemos com tanta fumaça, nós e os vizinhos estamos cansados disso”, reclama.

A moradora relata que os incêndios sempre ocorrem quando o mato cresce, mas ela não soube afirmar com certeza o que causa o início do fogo. As chamas se alastraram ao lado do muro da casa de Fernanda, e, segundo ela, chegaram até a queimar a cerca elétrica e aquecer a parede.

Preocupada com a proximidade das chamas, ela revela ter receio de que as queimadas resultem em um prejuízo maior, e sua casa acabe pegando fogo também. “Pode acontecer, e eu só tenho ela [a casa] pra morar”, expõe.

Fernanda tem três filhos, todos pequenos, sendo o mais novo de um ano e 11 meses. “Tive que sair de casa com ele e ficar dentro do carro porque não tinha condições de ficar dentro de casa, não dava para respirar", conta.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a ocorrência, mas segundo a moradora,o fogo já havia cessado quando a equipe chegou ao local.

Direto das Ruas - A imagem chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias