A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

20/07/2019 10:25

Moradores reclamam de “apagão” em rua após transformador explodir

Situação despertou medo e insegurança na região

Clayton Neves
Moradores reclamam de “apagão” em rua após transformador explodir

Moradores da Rua Iraídes Paulino da Silva, no Bairro Paulo Coelho Machado, afirmam que estão sem iluminação pública em toda extensão da rua há uma semana. Segundo denúncia, o “apagão” se instalou após explosão de transformador que sobrecarregou por causa de ligações clandestinas instaladas na área invadida da construtora falida Homex.

Imagem enviada por uma moradora mostra a rua totalmente sem iluminação durante a noite desta sexta-feira (19). Segundo a secretária, de 25 anos, a situação despertou medo e insegurança na região. “Só fico dentro de casa com o portão trancado porque tenho medo até de ir no mercado na esquina. A gente não tem segurança”, conta a jovem que mora sozinha com a avó de 82 anos.

De acordo com a denunciante, pelo menos dois roubos foram registrados próximo a casa dela nos últimos dias, um em um comércio e outro a um morador que caminhava na rua e foi abordado por assaltante a mão armada.

Explosão - Ligações clandestinas provocaram curto-circuito em um transformador instalado na área invadida da construtora falida Homex. A explosão aconteceu no fim da tarde do último dia 14 e deixou pelo menos metade das famílias que vivem no local sem energia elétrica.

A explosão aconteceu na Rua José Carlos da Silva, em frente ao Ceinf (Centro de Educação Infantil) do bairro. Momentos antes, faíscas foram vistas saindo do alto de onde diversas conexões clandestinas e improvisadas estão plugadas. A rede não suportou sobrecarga e estourou. Segundo moradores, forte barulho e clarão foram vistos.

Na manhã de quinta-feira (11), uma ofensiva contra “gatos”, ligações irregulares de energia elétrica, foi realizada no bairro onde há invasão em terrenos da massa falida da construtora Homex. A ação envolveu 120 pessoas, com um exército de eletricistas, 70 veículos da Energisa e equipes da PM (Polícia Militar) e do Batalhão de Choque.

Depois da operação, os moradores atingidos pelo corte, protestaram fechando as saídas do anel viário, provocando cerca de 6 quilômetros de congestionamento. Doze horas depois da força-tarefa, a população se reuniu e iniciou o trabalhado de religação dos fios. No local, segundo moradores, vivem aproximadamente 2.400 famílias.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions