ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 22º

Direto das Ruas

Moradores reclamam de lixo, sofá e entulho em obra da Marechal Deodoro

Descarte no local ocorre durante a noite, segundo proprietária de comércio que fica em frente à área

Por Gabriela Couto e Mariely Barros | 14/01/2022 12:13
Sofá, lixo e galhos incomodam moradores, que aguardam conclusão das obras do corredor sudoeste. (Foto: Mariely Barros)
Sofá, lixo e galhos incomodam moradores, que aguardam conclusão das obras do corredor sudoeste. (Foto: Mariely Barros)

Uma montanha de lixo, entulho e o sofá, que sempre está presente nestas situações de descarte irregular em área pública. Apesar da faixa de isolamento no local, o material continua sendo descartado na Rua Marechal Deodoro, no Bairro Tijuca, em Campo Grande.

Para a comerciante Zileide Santana, 52 anos, o lixo é descartando pelos próprios moradores. "Quando saio e fecho o meu comércio está limpo, mas quando abro, está com lixo", afirmou ela que tem um bar em frente ao local.

A região também possui muitos moradores em situação de rua, que ocupam o espaço à noite. Além disso, uma árvore que foi cortada próximo à área teve parte dos galhos deixados amontoados, acumulando entulho.

"Os próprios moradores pegaram os galhos e jogaram ali também. Na segunda-feira, a prefeitura recolheu os galhos e ontem, retirou o lixo, mas não adiantou. Aparecem aqui de forma esporádica e falaram que vão voltar a mexer no trecho só em março deste ano", revelou a comerciante.

Lixo é jogado mesmo com fita de isolamento em área pública. (Foto: Mariely Barros)
Lixo é jogado mesmo com fita de isolamento em área pública. (Foto: Mariely Barros)

A Avenida Marechal Deodoro é um braço do Corredor Sudoeste do transporte coletivo, ligação dos terminais Aero Rancho e Bandeirantes com o Centro da cidade, com faixa exclusiva para os ônibus, projetada para reduzir o tempo de espera dos usuários. O projeto prevê a implantação de 1,1 km de drenagem e a execução de 5,5 km de recapeamento, além da implantação de 4 estações de pré-embarque.

O pavimento atual foi feito há mais de 30 anos e está bastante remendado por sucessivos tapa-buracos. O investimento do corredor é de R$ 12. 585.239,82. A reportagem questionou a prefeitura sobre a situação e, até a publicação desta matéria, não teve retorno.

Direto das Ruas -  A informação chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário