A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

15/07/2019 11:57

Moradores reclamam de queda de energia frequente no Paulo Coelho

As reclamações se concentram na Rua Iraídes Paulino da Silva, que fica próximo a invasão de área da Homex

Leonardo Rocha e Ronie Cruz
Reclamações são de moradores na Rua Iraídes Paulino da Silva (Foto: Marina Pacheco)Reclamações são de moradores na Rua Iraídes Paulino da Silva (Foto: Marina Pacheco)

Moradores do bairro Paulo Coelho, que fica na região sul da Capital, reclamaram de instabilidade e queda da energia elétrica frequente, há mais de um ano, na Rua Iraídes Paulino da Silva. Este local fica perto da área invadida da construtora falida Homex, no Jardim Centro-Oeste.

Eles alegam que além desta “instabilidade” da rede elétrica, o local também não tem boa iluminação pública, o que segundo os moradores, facilita casos de roubos na região e prejudica a segurança da região.

O aposentado Amadeu Francisco Silva, de 49 anos, que mora nesta rua, disse que a “queda de energia” é frequente na sua residência. “Percebemos isto com o computador e a geladeira, tanto que por vários momentos desligo as tomadas. Ano passado queimou um interruptor de TV a cabo”, disse ele.

Ele acredita que por haver muitas “gambiarras” na rede elétrica, pode estar ocorrendo esta situação. “A rua já não é bem iluminada, ainda tem esta instabilidade que atrapalha demais os moradores”, pontuou.

A operadora de cartão, Maria Aparecida Vieira, citou a instabilidade na energia e ainda a iluminação da via pública. “A iluminação não funciona direito, tem assaltantes que escondem na frente de casa, debaixo da árvore, para roubar as coisas por aqui”, reclamou.

A dona de casa, Elisabeth Bandeira, 45, afirma que o poste em frente a sua residência não funciona, gerando insegurança. “O marido da minha filha tem que levar ela todo o dia no ponto de ônibus, porque na hora que vai trabalhar ainda está escuro”. Ela alega que após a invasão da área da Homex, esta região ficou mais perigosa.

Motivo - A Energisa, por meio da assessoria, informou que esta "oscilação de energia" nesta região, que está ao lado da área invadida (Homex), é ocasionada pelas intervenções irregulares na rede elétrica. "Desta forma, a qualidade do serviço prestado pela distribuidora fica comprometida".

A empresa ainda destaca que estas "ligações clandestinas" sobrecarregam a rede, o que pode provocar falhas no sistema elétrico e rompimento de cabos, assim como queima de transformadores. "A concessionária reforça ainda, que entre todos os problemas, o mais preocupante é com a segurança da população, já que os acidentes com a rede elétrica podem resultar em mortes, incêndios, choques elétricos e curto-circuito". 

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions