A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

25/07/2019 17:15

Moradores se unem e reformam capela pública no distrito de Anhanduí

Obra foi realizada com “sobra” de recursos arrecadados junto a comunidade para custear tratamentos de saúde

Humberto Marques
Capela foi reformada com mão de obra e recursos dos próprios moradores. (Foto: Genivaldo Pedroso/Direto das Ruas)Capela foi reformada com mão de obra e recursos dos próprios moradores. (Foto: Genivaldo Pedroso/Direto das Ruas)

A união de esforços e a solidariedade de moradores do distrito de Anhanduí –a 50 km da sede de Campo Grande– viabilizou a reforma da capela pública do município. Realizada por meio da mão de obra da comunidade, com a cessão de três trabalhadores pela subprefeitura, a obra se estendeu por cerca de um mês e custou R$ 5 mil, “sobra” da arrecadação de um dos vários eventos realizados regionalmente para dar apoio a famílias da região.

“A população se juntou e fez a reforma geral na capela funerária de Anhanduí. Pintura, troca de pisos, colocação de ventiladores, forração. Foi um serviço amplo”, contou Genivaldo Pedroso, servidor do Juizado de Trânsito do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e morador do distrito há sete anos e que enviou as fotos à reportagem pelo canal Direto das Ruas.

Ele destaca que, ao lado de Elexandro Pank, Zezinho Gonzaga e Genivaldo Pedroso, promovem eventos que contam também com doações de proprietários rurais e produtores de Anhanduí, realizados na associação dos moradores e que têm suas receitas focadas, principalmente, no custeio de tratamentos de saúde de moradores.

No último almoço beneficente, após o custeio do tratamento de um morador e da estadia da mãe de uma criança que viajou a Brasília para receber cuidados médicos, o trio contabilizou uma “sobra” de aproximadamente R$ 5 mil.

Obra incluiu pintura, forração e outros serviços em capela...Obra incluiu pintura, forração e outros serviços em capela...
... que aguardava há anos por reparos, segundo morador. (Fotos: Genivaldo Pedroso/Direto das Ruas)... que aguardava há anos por reparos, segundo morador. (Fotos: Genivaldo Pedroso/Direto das Ruas)

“Como a comunidade corria e não conseguia a reforma, resolvemos nós mesmos fazer. Aplicamos o dinheiro, ganhamos uma ajuda da Pax. A subprefeitura não tinha orçamento, mas nos cedeu três funcionários do Proinc (programa de inclusão social) para o mutirão. Aí fizemos a reforma”, explicou Genivaldo. Segundo ele, para ser concluído, o serviço depende da troca de duas portas, a ser realizada ainda nesta semana.

A estrutura ganhará, ainda, uma geladeira e prateleiras, graças ao engajamento da população. O trabalhou durou cerca de um mês porque, como explicou o morador, o mutirão reunia um maior número de pessoas nos finais de semana.

Vizinhança – Genivaldo afirma que os eventos organizados no distrito ganham apoio em massa da comunidade. De torneios de futebol a almoços, a movimentação financeira é suficiente para custear procedimentos médicos para os moradores, como cirurgias.

No último evento, com ingressos a R$ 20, o público chegou a quase 500 pessoas. A intenção é repetir os resultados em uma próxima atividade, a fim de ajudar a vítima de um acidente de trânsito no distrito.

Direto das Ruas – A sugestão de reportagem chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions