ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 26º

Direto das Ruas

Pacientes aguardam 3h e hospital alega aumento em atendimentos

Hospital elega aumento de doenças respiratórias devido às variações climáticas

Gabrielle Tavares | 03/10/2022 18:02
Tempo de espera em painel da Unimed. (Foto: Direto das Ruas)
Tempo de espera em painel da Unimed. (Foto: Direto das Ruas)

Leitora 40 anos, que preferiu não se identificar, procurou atendimento no Pronto Socorro do Hospital Unimed para a filha de 5 anos na tarde desta segunda-feira (3) que está com febre desde ontem (2) e se surpreendeu com o tempo estimado para receber atendimento médico: 3h22, informava o painel.

Ela relatou que sempre procura atendimento no local, mas nunca teve tanta demorou tanto para passar por um médico. "Já fazem 2 horas (que estão esperando atendimento) e agora está mais cheio. E tem gente aqui dentro e lá fora", disse.

Ela chegou às 15h40, passou pela triagem e a informaram que a espera seria de uma hora meia, mesmo que no painel estivesse mostrando o tempo maior. Além disso, a maioria dos pacientes que aguardavam o atendimento eram crianças.

Em nota, a Unimed alegou que houve um aumento significativo nos atendimentos dos prontos socorros em Campo Grande, sendo a maioria dos casos relacionados a sintomas respiratórios, "já que recentemente, nossa cidade tem enfrentado mudanças climáticas".

"Ressaltamos que a unidade hospitalar segue todos os protocolos e orientações do Ministério da Saúde referente ao atendimento de nossos pacientes, incluindo a classificação de risco dos mesmos. Além disso, conta com equipes completas de médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde preparados para atender à demanda de nossos beneficiários", afirmou a unidade.

Pronto Socorro do Hospital Unimed na tarde desta segunda-feira. (Foto: Direto das Ruas)
Pronto Socorro do Hospital Unimed na tarde desta segunda-feira. (Foto: Direto das Ruas)

Recorrente - Em maio deste ano, Campo Grande News já havia noticiado reclamação sobre espera de mais de três horas no mesmo Pronto Socorro. A acadêmica de enfermagem Milena Vieira Pessoa, 24 anos, saiu do hospital de Campo Grande sem ser atendida, depois de esperar quase quatro horas pela consulta.

Ela lembrou que o problema ainda se agrava porque o estacionamento também é pago, além do plano de saúde.

Nos siga no Google Notícias