A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/08/2015 14:17

População aguarda quase uma hora por atendimento em agência bancária

Raiza Calixto
O tempo de espera para atendimento, era de de quase uma hora.(Direto das Ruas)O tempo de espera para atendimento, era de de quase uma hora.(Direto das Ruas)

Por lei, em Campo Grande o tempo máximo de espera em bancos é de 15 minutos em dias normais, mas diariamente clientes reclamaram da demora em agências bancárias. Ontem, leitores do Campo Grande News disseram ter ficado quase uma hora a espera de atendimento em uma agência do Banco do Brasil. O registro foi enviado para a redação pelo WhatsApp, no canal Direto das Ruas.

Isabella Mattos,23, é executiva de contas e compareceu por volta das 14h44 de ontem a agência do banco, mas só conseguiu ser atendida depois das 16h. “Eu acho que são poucos colaboradores para atendimento, muitas pessoas estão aguardando, eu sempre procuro vir em dias comuns, onde não tem vencimento de contas e nem pagamentos de funcionários públicos, justamente para evitar essa espera prolongada, isso é um absurdo”, reclamou.

Conforme a executiva, desde o momento em que chegou na agência, houve cerca de cinco desistências, o serviço que ela foi procurar é de liberação de opção de conta. Por ser serviço empresarial ela recebeu uma senha correspondente, mas mesmo assim esperou quase uma hora para ser atendida. “No meu caso, é algo simples, só liberação de opção de conta, é falta de respeito com a população, as pessoas também tem compromissos e precisam de um pouco mais de agilidade”, desabafou.

De acordo com o advogado Rodrigo Giraldelli, a Lei Municipal número 4.303/2005 diz que o tempo determinado de espera nas filas de bancos, é de até 25 minutos, ultrapassando esse período, o indicado é procurar o SAC(Serviço de Atendimento ao Consumidor)da própria instituição. O não cumprimento da lei pode acarretar em multa de até R$ 450.

Para o advogado, como o problema é cada vez mais frequente, os cidadãos precisam fazer valer seus direitos. “É notório o descaso com o qual veem sendo tratados os cidadãos que buscam os serviços bancários, revelado a partir da manifesta insuficiência de pessoal destinado ao atendimento, sujeitando os usurários, por conseguinte, ao longo de espera nas filas, sendo ainda possível o ingresso de ação indenizatório com o fim de reparar o dano experimentado pelo cliente”.Concluiu.

Direto das Ruas - Pelos canais de interação entre a redação e o leitor, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelo número (67) 9687-7598, ou então pelo e-mail redacao@news.com.br.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions